Voltar
Publicado em: 22/08/2018 às 15:00

Nota de Pesar | Professor Edivaldo Boaventura

Por: Ascom/Fapesb

Edivaldo Boaventura – Crédito: Divulgação | ABL

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB) lamenta o falecimento do escritor, professor e acadêmico Edivaldo Boaventura. Nascido no município de Feira de Santana, o baiano consolidou reconhecidas carreiras como docente da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e diretor-geral do Jornal A TARDE. Ao longo da sua trajetória, Boaventura atuou em favor da educação e ciência: foi um dos criadores da Academia de Ciências da Bahia e, numa das gestões como secretário de educação do estado (1983-1987), foi responsável pela criação da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Além disso, também participou do credenciamento da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e impulsionamento para a criação da Universidade Estadual do Sudoeste Baiano (UESB) e Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC).

Lázaro Cunha, diretor-geral da FAPESB, ressaltou o papel de relevância de Boaventura para a área científica. “Perdemos uma grande referência da ciência e educação baianas. O professor Edivaldo Boaventura contribuiu significativamente para a formação de importantes quadros de pesquisadores. A FAPESB sentirá falta de um dos seus mais ilustres pesquisadores e parceiros”, afirmou. Boaventura era o titular da cadeira 39 na Academia Baiana de Letras (ABL) desde 1971 e, a partir de 2016, passou a atuar como membro da Academia de Ciências de Lisboa (Portugal).

Voltar