Voltar
Publicado em: 26/05/2017 às 09:18

Fapesb realiza segunda edição do Workshop Inovação para a Segurança Pública na Bahia

Por: Ascom/Fapesb

Ampliar a discussão para a importância do crescimento de pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação na melhoria da segurança pública no estado. Com esse objetivo, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) realizou, durante os dias 24 e 25 de maio, o II Workshop: Inovação para a Segurança Pública na Bahia.

O evento contou com palestras e debates de profissionais que atuam na área ou que desenvolvem pesquisas acadêmicas sobre o assunto e a presença do chefe de gabinete da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e do Secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins.

No primeiro dia do evento, o eixo temático das palestras foi a socioeducação. Pela manhã, a Drª Fabiana Burity ministrou as palestras “Atendimento Socioeducativo na Bahia” e “Empreendedorismo, Reinserção de Adolescentes, Formação de Profissionais, Monitoramento e Avaliação da Política Socioeducativa”. Já pela tarde, a Fapesb recebeu a presença da Drª Eva Bulcão e da mestra Jéssica Paixão, ambas da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), para discutir sobre pesquisa científica e socioeducação.

O evento também contou com a mesa de debates “A Relevância da Pesquisa para Orientação das Políticas de Segurança Pública”, com a Drª Edna Souza e a Del. Ilma Paiva. “Não é possível pensar em segurança pública sem pesquisa, pois são as pesquisas que vão nortear as ações de segurança pública”, afirmou a professora. “Se nós conseguirmos dialogar um pouco mais a segurança pública com a academia, se pudéssemos conversar antes mesmo dos editais serem lançados, vamos ter o melhor aproveitamento dos resultados que temos obtido”, concluiu.

Para o diretor-presidente da Fapesb, Lázaro Cunha a proposta do evento é justamente aproximar os dois universos: o da pesquisa acadêmica e o da segurança pública. “Esse diálogo, é para ouvir as demandas e as possibilidades. Tudo o que discutimos aqui hoje vai ajudar na hora da formulação do edital, que será feito a partir do trabalho coletivo e colaborativo”, afirmou.

O segundo dia do workshop foi dedicado para apresentações dos resultados de projetos do Edital 012/2013 – Apoio Pesquisa em Segurança Pública. O capitão da PM, Fábio Campos apresentou detalhes sobre a “Modernização do policiamento de multidões festivas: O protocolo da Polícia Militar da Bahia no policiamento a pé”. A perspectiva de aplicação do projeto é para a cidade de Salvador, durante o carnaval de 2018.

O pesquisador considerou o workshop um momento de grande importância, “pois é onde encontramos com os outros pesquisadores e conseguimos socializar as descobertas, proferir novas discussões e dar novos entendimentos e olhares. Nosso projeto está em fase de finalização, de análise de dados e conclusão e nossa perspectiva é levar até a Polícia Militar para ser validado e que possa contribuir para melhoramento dos serviços públicos”, afirmou Campos.

Facebook
Twitter
Voltar