Fechar Link

Notícias

FAPESB lança Edital de Cooperação Internacional

084_28_07_2015

Através do Institut des Sciences de l’Information et de leur Interactions da França, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), em parceria com o Institut National de Recherche en Informatique et Automatique (IRIA) e o Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS), lança o Edital N° 019/2015 – Cooperação Internacional FAPESB/INRIA/INS2i – CNRS.

O Edital tem como objetivo apoiar, por meio de recursos financeiros, equipes de pesquisadores baianos que queiram desenvolver atividades de pesquisa na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). As pesquisas deverão ser executadas em conjunto com equipes de pesquisadores franceses vinculados ao INRIA ou INS2o – CNRS. A iniciativa busca estimular a aproximação e a cooperação entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros.

Poderão apresentar propostas pesquisadores doutores que tenham vínculo empregatício com instituições de ensino superior (IES), centros e institutos de pesquisa e desenvolvimento públicos e privados (sem fins lucrativos), constituídos sob as leis brasileiras, e que tenham sua sede e administração no Estado da Bahia.

O valor máximo disponibilizado pela Fapesb para este edital será de R$ 360.000,00 (trezentos e sessenta mil reais) e para cada projeto o valor máximo será de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais). As inscrições podem ser feitas pelo site da Fapesb até o dia 30 de setembro. Para mais informações confira o edital.

Por: Ascom/Fapesb

Fapesb apresenta Concurso Ideias Inovadoras para setor da Economia Criativa

083_27_07_2015

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – Fapesb, em parceria com o escritório Bahia Criativa – Incubadora de serviços criativos, realizou, na última quinta-feira, 23/07, um encontro preparatório para a oficina de projetos do edital Concurso Ideias Inovadoras 2015 da Fapesb. O objetivo do encontro foi sanar as dúvidas sobre o Edital e esclarecer os pontos mais importantes do mesmo, principalmente para os candidatos interessados pela categoria Inventores da Economia Criativa. Nos dias 30 e 31 de julho, o Bahia Criativa estará promovendo oficinas para auxiliar os proponentes no projeto. As inscrições podem ser feitas pelo e-mail bahia.criativa@cultura.ba.gov.br.

O encontro foi conduzido por Talita Costa, coordenadora pedagógica dos cursos do Bahia Criativa, que falou um pouco sobre a Economia Criativa no Brasil: “A economia criativa deriva do trabalho artístico, criativo de vocês, e o mais importante é a identidade, os valores, o imaginário”, afirmou. Segundo ela, o que determina o valor do fruto da Economia Criativa é a sua dimensão simbólica, e a criatividade e o capital intelectual são matérias-primas.

Vivian Alves, gestora do Concurso Ideias Inovadoras da Fapesb, falou sobre os objetivos do Concurso e seus pontos principais. Confira:

Categorias

O Concurso Ideias Inovadoras 2015 conta com oito categorias
1- Ensino Médio ou Técnico de Nível Médio
2- Graduandos
3- Pós Graduandos Lato Sensu e Stricto Sensu
4- Pesquisadores
5- Graduados Independentes
6- Inventores Independentes
7- Inventores da Economia Criativa
8- Inovações Educacionais – esta categoria foi lançada este ano, em parceria com a Secretaria de Educação, e é destinada a profissionais do magistério – gestores, professores e coordenadores pedagógicos que atuem nas unidades de ensino das redes públicas, estadual ou municipal.

Para participar do concurso, os candidatos devem preencher o formulário online no site da Fapesb, sem esquecer de concluir o procedimento. A não conclusão implica em desenquadramento. Além de preencher o formulário, é necessário enviar o projeto impresso pelo correio. “Aqueles que desejarem, podem incluir em anexo imagens do seu produto, ou enviar um CD com um vídeo explicativo, a fim de tornar mais clara a sua ideia”, disse Vivian. Os projetos serão analisados por consultores ad hocs de fora do estado da Bahia. Serão escolhidas dez propostas de cada categoria para a etapa de defesa oral, em que os representantes deverão apresentar pessoalmente a sua ideia inovadora para uma banca avaliadora. A última etapa é a premiação, que acontecerá em um evento promovido pela Fapesb, onde os vencedores serão anunciados.

O projeto pode ser apresentado individualmente ou em equipe, sem limite de número de participantes. Cada proposta, poderá concorrer em apenas uma categoria, mas o mesmo proponente pode enviar até duas propostas diferentes para uma ou duas categorias. O perfil do proponente deve ser compatível com os requisitos constantes na categoria em que submeterá a proposta, conforme explicou Vivian: “Se você já é formado na faculdade, não pode se inscrever na categoria graduandos, pois estará competindo com pessoas com um nível de conhecimento abaixo do seu. O próprio sistema não permitirá a sua inscrição na categoria errada”.

A banca avaliadora levará em conta os critérios de: originalidade; aplicação prática; impactos socioeconômicos, ambientais e culturais da inovação; diferenciação em relação ao mercado; capacidade de inserção no mercado; perfil do proponente e de sua equipe e a apresentação oral do projeto. Os três primeiros colocados em cada categoria receberão um prêmio no valor de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil reais para primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Para mais informações acesse o Edital no site da Fapesb, ou envie sua dúvida para cdteequipe@fapesb.ba.gov.br .

Por: Ascom/Fapesb

Fapesb realiza consulta pública para indicação ao Prêmio Roberto Santos de Mérito Científico

082_24_07_2015

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia lançou este ano o Prêmio Roberto Santos de Mérito Científico, o qual em sua primeira edição contemplará um pesquisador baiano da área de Ciências da Vida. Com este prêmio, a Fapesb busca reconhecer o trabalho realizado pelos pesquisadores que contribuem para o desenvolvimento do estado, além de estimular o exercício da pesquisa científica. O prêmio consistirá em R$ 15 mil reais e uma placa de homenagem, a ser entregue pelo Secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Manoel Mendonça. A premiação acontecerá no dia do aniversário da Fapesb, 27 de agosto, na sede da Fundação.

A indicação dos candidatos será realizada através de uma Consulta Pública aos pró-reitores de pesquisa das universidades baianas (federais, estaduais e particulares sem fins lucrativos), aos diretores dos institutos de pesquisa na área de Ciências da Vida sediados no estado e a nossos pesquisadores do CNPq atuantes na área. A seleção será feita por um Comitê de Busca formado por Esper Cavalheiro (professor titular da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo e pesquisador 1A do CNPq), Francisco Salzano (professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador 1A do CNPq) e Paulo Buss (professor titular da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, ex-presidente da Fiocruz e atual diretor do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz). O nome aprovado será automaticamente ratificado pela Diretoria Executiva da Fapesb.

Os pró-reitores das Instituições de Ensino Superior e os diretores dos Institutos de Pesquisa estão convidados a enviar para a Fapesb indicações pessoais (as quais podem, eventualmente, ser feitas em livre e comum acordo com outros pró-reitores e diretores). Os pesquisadores do CNPq (bolsistas de produtividade em pesquisa de qualquer nível) são também convidados a enviarem suas indicações. Neste caso, porém, a Fapesb recomenda o envio de indicações coletivas, feitas por grupos de pesquisadores. As indicações de candidaturas serão recebidas entre os dias 20 e 31 de julho. As orientações foram encaminhadas via e-mail para os membros dos citados grupos.

Por: Ascom/Fapesb

Bahia Criativa realiza encontro preparatório para edital Concurso Ideias Inovadoras 2015

081_22_07_2015

O escritório Bahia Criativa – fruto de um convênio firmado entre o Ministério da Cultura e o Governo da Bahia, gerido pela Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA), através da Superintendência de Promoção Cultural – realizará no dia 23 de julho, às 14h30, um encontro preparatório para a oficina de projetos do edital Concurso Ideias Inovadoras 2015, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB). A ação é gratuita e as inscrições podem ser feitas através do e-mail bahia.criativa@cultura.ba.gov.br.

Com o objetivo de congregar pessoas que tenham a intenção de concorrer ao prêmio na categoria Economia Criativa e para esclarecer sobre o edital e sobre a temática em questão, o encontro vai abordar o tema Economia Criativa – conceitos e práticas. Após o encontro, serão realizadas as inscrições para as oficinas do edital, que acontecerão nos dias 30 e 31 de julho na sede da Bahia Criativa (Forte do Barbalho).

O edital Concurso Ideias Inovadoras 2015 irá premiar ideias inovadoras com potencial de introdução no mercado e os prêmios variam de R$ 5 mil a R$ 15 mil. Além disso, os ganhadores poderão receber consultoria da Vilage Marcas e Patentes, participar de oficinas do SEBRAE e ainda ter sua ideia inovadora divulgada na mídia. O concurso é destinado a estudantes do ensino médio, graduação e pós-graduação; pesquisadores e toda pessoa física maior de 16 anos. Mais informações: www.fapesb.ba.gov.br.

Bahia Criativa – O Bahia Criativa é um escritório público de atendimento e suporte a profissionais e empreendedores que atuam nos setores criativos. Fruto de um convênio firmado entre o Ministério da Cultura e o Governo da Bahia, o equipamento é gerido pela Secretaria de Cultura do Estado, através da Superintendência de Promoção Cultural, e tem como objetivo proporcionar qualificação ligada à gestão e sustentabilidade econômica de atividades criativas. Localizado no Forte do Barbalho, em Salvador, oferece atendimento e suporte a profissionais e empreendedores que atuam nos setores criativos, por meio de consultorias, assessoria técnica e capacitação profissional – sempre com foco na qualificação da gestão de projetos e negócios criativos. Acompanhe a fanpage.

Encontro preparatório para a oficina de projetos – Edital Concurso Ideias Inovadoras 2015 – FAPESB
Quando: Quinta-feira, 23 de julho de 2015, às 14h30.
Endereço: sede da Bahia Criativa (Rua Marechal Gabriel Botafogo, s/n, Forte do Barbalho)
Quanto: Grátis.
Inscrições: e-mail: bahia.criativa@cultura.ba.gov.br
Informações: telefone: (71) 3319-0033

Projeto de pesquisa apoiado pela Fapesb é premiado em evento científico internacional

080_22_07_2015

Entre os dias 13 e 16 de julho, os professores Luciano B. Rodrigues, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB, campus de Itapetinga, e a professora Camila D. Willers, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – IFBA, campus de Vitória da Conquista, estiveram presentes no evento “VI Internacional Conference on Life Cycle Assessment in Latin America (Cilca)”, em Lima, na Pontifícia Universidade Católica do Peru. Na ocasião, os professores apresentaram o trabalho “Environmental Impact Assessment of Semi-Intensive Beef Cattle” que, ao final, foi premiado como o segundo melhor do evento, sendo ainda o único da América Latina premiado na Conferência. O trabalho também tem como autores o Prof. José Adolfo de Almeida Neto e Henrique Maranduba, ambos da UESC.

O trabalho foi fruto da dissertação do Mestrado da professora Camila Willers, que foi orientada pelo professor Luciano Rodrigues, junto ao Programa de Pós-graduação em Ciências Ambientais da UESB, e cujo objetivo foi analisar, por meio da Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), os impactos ambientais na produção pecuária semi-intensiva em fazendas da microrregião de Itapetinga, no sudoeste da Bahia, considerando desde o nascimento até a venda dos animais para o abate. Os resultados obtidos são de grande importância e poderão contribuir para o melhor desempenho ambiental da produção pecuária da Região, podendo assim agregar valor ao produto.

O estudo fez parte de um projeto de pesquisa coordenado pelo Professor Luciano Rodrigues, o qual foi apoiado pelo Edital Pró-pesquisa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – Fapesb, tendo ainda como órgãos financiadores a Capes e o CNPq.

O Cilca é promovido pela Rede Iberoamericana de Ciclo de Vida, sendo o evento científico mais importante sobre Avaliação do Ciclo de Vida para os países da América Latina e Península Ibérica.

Fonte: UESB

Assessor-Chefe da Fapesb participa do 1º Encontro dos Presidentes das FAPs do NE

Gestores debateram propostas comuns à região Nordeste para buscar mais recursos

079_17_07_2015

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (Fapepi) realizou na última quinta-feira (16) o 1º Encontro dos Presidentes das Fundações de Amparo à Pesquisa do Nordeste. O objetivo do encontro foi a proposição de linhas de pesquisa comuns aos estados nordestinos para a captação de mais recursos dos órgãos federais. A proposta será encaminhada aos respectivos Secretários de Desenvolvimento Econômico, Científico, Tecnológico, que se reúnem com o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Aldo Rebelo, e com o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. A programação faz parte do preparatório para o 4º Encontro de Governadores do Nordeste, que acontece nesta sexta-feira (17) em Teresina.

Para o presidente da Fapepi, Francisco Guedes, o encontro dos presidentes da FAPs foi um ganho positivo na organização das Fundações na busca conjunta de recursos. “Elegemos cinco linhas de pesquisa prioritárias para fazer um projeto conjunto para buscar mais recursos para a ciência, tecnologia e inovação nas agências de fomento regionais, nacionais e internacionais”, explicou. Francisco Guedes disse ainda que embora o momento seja difícil para o país, também há oportunidades de unir ideias e conseguir novas fontes de financiamento.

Com relação às linhas de pesquisa o presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal), Fábio Guedes Gomes, afirmou que todas envolvem temas comuns aos estados do Nordeste como segurança pública, energia, mobilidade urbana, recursos hídrico, semiárido e pobreza. “Definimos essas linhas e a partir delas poderemos angariar recursos junto a instituições nordestinas que podem financiar a pesquisa e ajudar as fundações a enfrentarem as dificuldades de repasse das agências federais”, colocou.

A questão da água e dos recursos hídricos é uma discussão essencial para o Nordeste, segundo Cláudio Benedito Silva Furtado, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq) e Coordenador Regional do Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (CONFAP). “A gestão de recursos hídricos para o Nordeste é importantíssima. Passamos por um período de seca de mais de quatro anos e temos um colapso no abastecimento. Temos que pensar na água em todos os sentidos: abastecimento, captação, tratamento e reuso”, definiu.

O diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern), Manoel Lucas Filho, definiu o encontro realizado na Fapepi como histórico. “Oficialmente é o primeiro encontro do Nordeste. Nós temos problemas comuns e linhas de pesquisas direcionadas à nossa realidade. É muito importante que estejamos aqui levando nossas sugestões aos governos estaduais e ao governo federal”, destacou.

A importância do encontro foi destacada também pelo presidente em exercício da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica de Sergipe (Fapitec), Josenito Oliveira Santos. “Os temas aqui discutidos são de bastante relevância para todos nós. E esperamos encontrar êxito na aplicação dessas políticas de ciência e tecnologia para o Nordeste e que traga qualidade de vida para o nosso povo”, ressaltou. Já o presidente da Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap), Francisco César de Sá Barreto, definiu a reunião como “uma oportunidade rara porque os presidentes não se encontram regularmente. E hoje, estávamos todos aqui discutindo temas de interesse para a região que serão encaminhados para os secretários, governadores e ministros nos próximos dias”.

O assessor-chefe da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Marcus Americano da Costa, representando o diretor-geral Eduardo Santana de Almeida, destacou o tamanho do estado baiano como um dos desafios na gestão e que o encontro proporcionou uma troca de experiências. “Ouvir os colegas foi muito positivo. Nós somos um estado grande e temos algumas dificuldades geográficas. A troca de informações é importante para se fazer uma gestão mais eficiente, entendendo as soluções adotadas pelos outros presidentes”, pontuou.

O desenvolvimento de tecnologias para o combate à pobreza foi destacado pelo diretor- presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado do Maranhão (Fapema), Alex Oliveira de Souza. “A demanda principal da Fapema e do Estado do Maranhão é trabalhar arduamente para a superação da pobreza e colocar a ciência e a tecnologia a serviço disso. Nós propusemos um grande debate em torno de tecnologias sociais para a superação da pobreza”, enfatizou. Alex Oliveira reforçou a importância da iniciativa da Fapepi para o desenvolvimento do Nordeste. “A região precisa de muita atenção. Por muito tempo estivemos desarticulados sem se preocupar com o que podemos fazer juntos. Acho essa iniciativa de convidar os presidentes para iniciarmos esse processo de colaboração e entendimento muito salutar”, declarou.

Propostas para o desenvolvimento do nordeste

Durante a tarde desta quinta (16), os presidentes das FAPs da região nordeste estiveram reunidos com os secretários de desenvolvimento econômico, científico e tecnológico, com a presença do governador do estado, Wellington Dias, oportunidade em que apresentaram as propostas discutidas no encontro da manhã, a serem encaminhadas no 4º Encontro dos Governadores.

Texto por: Mário David Melo
Foto por: Allan Campêlo

Secretário de Educação, Osvaldo Barreto, realiza palestra na Fapesb

078_15_07_2015

O Secretário de Educação, Osvaldo Barreto, realizou, nesta quarta-feira, 15/07, uma palestra na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), onde apresentou o programa Educar para Transformar. Estiveram presentes docentes, pesquisadores e membros da Academia de Ciências da Bahia.

Entendendo a educação como força motriz de transformações sociais, o projeto Educar para Transformar visa melhorar a qualidade da educação na Bahia por meio de parcerias entre os diversos setores da sociedade. Segundo o secretário, o programa tem como metas a alfabetização infantil até os oito anos de idade e a permanência de todas as crianças e jovens na escola, com desempenho adequado à série cursada.

Alguns dos eixos do Educar para Transformar são: Colaboração entre Estado e Municípios, Fortalecimento da Educação Básica, Educação Profissional, Parceiros da Escola (parceria entre Escola, Universidades, Empresas e Organizações em prol da educação) e a Integração Família – Escola. Esses eixos deverão ser implantados simultaneamente para que possibilitem, segundo o secretário, “a formação do estudante crítico, autônomo, capaz de protagonizar o seu processo de aprendizagem e com vistas ao exercício pleno da cidadania”.

Para garantir que estudantes de áreas remotas possam cursar e concluir o ensino médio a Secretaria lançou o EMITec (Ensino Médio com Intermediação Tecnológica), que promove aulas via satélite, em tempo real e com interação entre aluno e professor. A fim de tornar o aprendizado mais amplo e dinâmico, o programa prevê a participação dos alunos em projetos de arte, ciência, cultura e esporte e a apresentação desses projetos em âmbito regional e estadual por meio de encontros, saraus, festivais e mostras.

Outro importante projeto citado foi o programa Ciência na Escola, apadrinhado por Dr. Roberto Santos, ex-Governador do Estado da Bahia e atual Presidente da Academia de Ciências da Bahia. O programa visa promover a educação científica inserindo o estudante no próprio processo de aprendizagem, gerando assim, experimentos, investigações e vivências que serão apresentadas, anualmente, na Feira de Ciências e Matemática da Bahia. Alguns desses experimentos ganham repercussão nacional e internacional.

Ao final da palestra, os presentes puderam conversar com o secretário e fazer sugestões, bem como tirar dúvidas sobre os programas implementados pela secretaria. A discussão foi mediada por Dr. Roberto Santos e contou com a presença de autoridades das áreas de ciência e educação como Manoel Barral, Diretor da Fiocruz, Dora Leal, ex-Reitora da Universidade Federal da Bahia e Edivaldo Boaventura, Vice-Presidente da Academia de Ciências da Bahia.

Fonte: Ascom/Fapesb

Giro na ciência: Veja a estreia da mochila voadora

077_15_07_2015

Aconteceu esta semana, na China, primeiro vôo bem-sucedido com a mochila voadora Jetpack. Mais de mil pessoas acompanharam o procedimento em Pequim, que durou 27 segundos. Confira o vídeo abaixo.

O piloto Nick Macomber classificou a sensação como estar “montado em uma bicicleta no céu” e acrescentou que a liberdade o fez se sentir como um pássaro. O próximo plano de Macomber é voar sobre a Muralha da China.

A baixa autonomia de combustível foi apontada como uma das principais limitações do equipamento para levantar os usuários.

Sobre o projeto
A mochila é resultado de uma ideia que o neozelandês Glenn Martin teve 35 anos atrás. O modelo mais recente, batizado de P12, tem um motor V4 a gasolina com potência de 200 cavalos; ele voa à altura máxima de 1 km e chega a 74 km/h carregando pacotes de até 120 kg. A previsão é que ela chegue ao mercado em 2016 por US$ 150 mil, cerca de R$ R$ 500 mil.

Fonte: Olhar Digital

Veja mais: https://youtu.be/4OJWwIrjB-s

Fapesb lança Prêmio Roberto Santos de Mérito Científico

076_13_07_2015

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), lança, este ano, o Prêmio Roberto Santos de Mérito Científico, que, em sua primeira edição, contemplará um pesquisador baiano da área de Ciências da Vida. A premiação acontecerá no dia do aniversário da Fapesb, 27 de agosto, na sede da Fundação. Com este prêmio, a Fapesb busca reconhecer o trabalho realizado pelos pesquisadores que contribuem para o desenvolvimento do estado, além de estimular o exercício de pesquisas científicas.

A indicação dos candidatos será realizada com base em uma consulta prévia aos pró-reitores de pesquisa das universidades baianas, aos diretores dos institutos de pesquisa sediados no estado e à comunidade de pesquisadores. A seleção será feita por um Comitê de Busca formado por Esper Cavalheiro (neurologista, professor titular da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, ex-presidente do CNPq e pesquisador 1A do CNPq), Francisco Salzano (geneticista, professor titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador 1A do CNPq) e Paulo Buss (professor titular da Escola Nacional de Saúde Pública da Fiocruz, ex-presidente da Fiocruz e atual diretor do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz). O nome aprovado será ratificado pela Diretoria Executiva da Fapesb.

O prêmio consistirá em R$ 15 mil reais e uma placa de homenagem, que será entregue pelo Secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Manoel Mendonça.

Por: Ascom/Fapesb

Fapesb realiza palestra sobre Edital de Apoio à Inovação em Comércio e Serviço

Entrevista na TVE

No sábado, 11/07, Alzir Mahl concedeu entrevista para a TVE para falar mais sobre o Edital de Apoio a Comércio e Serviço. Confira.

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) realizou, no último dia 10, uma palestra para os microempreendedores individuais e empresários de micro e pequeno porte, na Câmara de Dirigentes Lojistas de Salvador. O objetivo foi explicar aos comerciantes da região da Avenida Sete de Setembro, sobre o Edital da Fapesb/SECTI 021/2014, que visa dar apoio financeiro para Inovação em Comércio e Serviço.

O edital é fruto de discussões realizadas pelo Fórum Regional de Microempresas e também faz parte do programa Bahia Inovação. Por meio dele, a Fapesb tem o propósito de favorecer o desenvolvimento da cultura de inovação em diversos segmentos locais por meio da subvenção de recursos não-reembolsáveis, proporcionando assim, melhorias na produtividade, competitividade e qualidade nos produtos e serviços oferecidos pelas empresas objeto do Edital.

O coordenador de apoio à competitividade empresarial da Fapesb, Alzir Mahl, explicou que o recurso – de até R$50.000,00 para Micro e Pequenas empresas e até R$ 20.000,00 para Micro Empreendedores Individuais – deve ser destinado a melhorias de produtos, serviços e processos a fim de gerar aumento de receita, contratação de funcionários e ganho de lucro.

Para Idimara Dantas, Coordenadora do Projeto de revitalização de espaços comerciais da Avenida Sete de Setembro e entorno, do SEBRAE, poder contratar uma pessoa física ou jurídica para melhorar seu negócio já é uma inovação em si: “É algo que o MEI (Micro Empreendedor Individual) jamais poderia fazer sozinho, pois teria que usar recursos próprios”. Idimara acrescentou também que só em fazer parte de um projeto financiado pela Fapesb, o microempreendedor já é visto de forma diferente: “Isso facilita quando buscarmos um financiamento em algum banco, por exemplo”.

Além da contratação de consultores ou empresas para elaboração de planos de marketing individualizados, Alzir citou exemplos de inovações que poderiam ser aplicadas pelos empreendedores, tais como: a utilização de fibras de côco pelos vendedores de água de côco, para produção de materiais diversos; a adoção de materiais mais leves como fibras de sisal e polietileno na composição das caixas térmicas dos ambulantes vendedores de bebidas, a fim de facilitar sua locomoção; entre outros.

Os proponentes poderão receber o apoio de universitários da UFBA para a elaboração dos projetos, que serão avaliadas por consultores de fora do estado. O recurso do edital não pode ser utilizado para a compra de produtos prontos ou para gerar um capital de giro, e sim para o desenvolvimento de um projeto inovador. Todo gerenciamento do recurso é feito pela própria pessoa que deverá prestar contas para a Fapesb.

075_13_07_2015

A inscrição para o edital vai até o dia 05 de agosto de 2015. Para mais informações acesse o site da Fapesb.

Por: Ascom/Fapesb

Projeto da UNEB apoiado pela Fapesb promove oficinas gratuitas em colégios estaduais de Salvador

074_13_07_2015

O projeto Turismo de Base Comunitária no Cabula e Entorno (TBC Cabula) da UNEB vai promover, nos dias 11, 18 e 25 de julho, quatro oficinas nos Colégios Estaduais Edvaldo Fernandes e Helena Magalhães, no bairro do Beiru; Governador Roberto Santos, no Cabula; e Ministro Aliomar Baleeiro, em Pernambués.

As ações de capacitação, realizadas em parceria com o projeto Conteúdos Digitais na Escola, também da Universidade, contam com 20 horas-aula e serão ofertadas nas áreas de “Agenciamento e Guiamento”, “Hospedagem Comunitária”, “Gastronomia” e “Roteirização”.

As oficinas têm como público-alvo os estudantes dos colégios e residentes dos bairros em que o projeto executa as suas atividades. Os interessados podem participar de quantas oficinas desejar e devem se inscrever, gratuitamente, na Direção das escolas até o início das atividades.

As oficinas fazem parte de uma formação para a organização do turismo de base comunitária nos bairros circunvizinhos do Campus I da UNEB, em Salvador, por meio de metodologia participativa, colaborativa, baseada nos princípios da economia solidária e comércio justo.

O TBC Cabula foi criado há seis anos. Seus pesquisadores estão vinculados aos programas de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade (PPGEduC) da UNEB e Doutorado Multi-institucional e Multidisciplinar em Difusão de conhecimento (DMMDC), e cursos de graduação da Universidade.

O projeto é apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC).

Fonte: UNEB

Giro na Ciência – Google cria pulseira médica que monitora saúde do usuário

073_06_07_2015

O Google está desenvolvendo sua própria versão de uma pulseira inteligente, segundo a Bloomberg.O acessório não apenas irá medir sinais vitais do usuário, como frequência cardíaca e temperatura da pele, mas também irá monitorar informações externas, como grau de exposição ao sol.

A pulseira está sendo desenvolvida pelo Google X, o laboratório de inovação da empresa responsável por projetos como o Glass e os carros autônomos. Porém, o acessório não será vendido para consumidores em geral. O Google quer que o aparelho seja usado em testes clínicos e receitado por médicos aos seus pacientes.

A ideia do Google é ajudar profissionais de medicina a monitorarem a saúde de seus pacientes quando eles estão longe do hospital ou do consultório. A Apple está usando a mesma abordagem com o ResearchKit, uma plataforma de software para testes clínicos. A diferença é que os aplicativos do ResearchKit estão disponíveis para qualquer pessoa que tenha um iPhone.

Não é a primeira vez que o Google X desenvolve projetos ligados à medicina. Em 2014, a empresa afirmou que o laboratório estava desenvolvendo lentes de contato que monitora o nível de glicose de pacientes com diabetes.

No começo do ano, o Google X anunciou uma parceria com empresas farmacêuticas na pesquisa da esclerose múltipla.

Fonte: Exame

Interação entre universidade e empresas ainda é desafio no Brasil

A universidade é um ambiente que permite ao aluno conhecer a área do conhecimento estudada durante os anos de graduação. Porém, a preparação para encarar o mundo depois deste ciclo ainda é reduzida. (…)

Fapesb apoia I Seminário de Pesquisa em Arquivologia da UFBA

072_03_07_2015

O Instituto de Ciência da Informação da Universidade Federal da Bahia, em parceria com o Arquivo Público do Estado da Bahia (unidade vinculada à Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia) realizará, no período de 27 a 31 de julho de 2015, o I Seminário de Pesquisa em Arquivologia da UFBA.

O evento visa estimular o debate sobre a pesquisa em Arquivologia, mediante a interlocução entre docentes, estudantes (iniciação científica, mestrado e doutorado) e profissionais da área.

Além do apoio da Fundação Pedro Calmon, são parceiros do evento, a Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a Editora da Universidade Federal da Bahia, o programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UFBA, os grupos de pesquisa CRIDI e GEPICC; bem com a Associação dos Arquivistas da Bahia.

Arquivo Público do Estado da Bahia– Unidade vinculada a Fundação Pedro Calmon/Secretaria de Cultura do Estado da Bahia foi criado em 16 de janeiro de 1890, sendo a segunda mais importante instituição arquivística pública do país.

SERVIÇO

Endereço:
Instituto de Ciência da Informação / UFBA
Rua Basílio da Gama, s/n – Campus Universitário do Canela
CEP: 40110-100 – Salvador/BA

Contato: Iseparq@ufba.br

Período do Seminário: 27 a 31 de Julho de 2015

Inscrição
www.iseparquivologia.ici.ufba.br

Giro na Ciência – Medicamento é capaz de trazer pigmento da pele de volta a pessoas com vitiligo

Os cientistas descobriram que uma droga já existente pode ser capaz de restaurar pigmento na pele de pessoas com vitiligo. (…)

Últimos dias de inscrição para X Encontro Regional de História Oral

071_Foto_30_06_2015

Quem quiser participar dos Minicursos (MCs) ou Simpósios Temáticos (STs) do X Encontro Regional Nordeste de História Oral precisa ficar atento aos prazos. A inscrição de participantes nos MCs vai até o dia 5 de julho e para apresentação de comunicação oral nos STs, até o dia 6 de julho. O evento acontecerá de 10 a 13 de agosto de 2015, na cidade de Salvador – BA, e é promovido pela Associação Brasileira de História Oral (ABHO), por meio de sua Regional Nordeste, juntamente com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Este ano, o tema do Encontro é “História Oral, Educação e Mídias”, e tem por objetivo propiciar a ampliação do diálogo entre os seguimentos de pesquisadores, em particular, da Área de História, bem como pesquisadores de Áreas afins (Antropologia, Geografia, Sociologia, Educação, etc), intensificando discussões teóricas e metodológicas interdisciplinares. O evento propiciará, também, a apresentação pública de pesquisas empíricas sobre temas relacionados à História Oral, na perspectiva da sua integração com a Área de Educação e as mídias.

As atividades propostas englobarão discussões sobre memórias e novas tecnologias, destacando temas como a comunicação oral como instrumento da identidade negra; os museus digitais na construção de memórias; as mídias sonoras na formação de identidades ligadas ao espaço geográfico; a produção narrativa de jovens e adultos no contexto das mídias; como também o uso das fontes orais no ensino de história, buscando construir e compartilhar saberes com e na escola.

Fonte: site do evento

Giro na Ciência – Machos e fêmeas sentem dor de formas diferentes

070_Foto_30_06_2015

Um novo estudo realizado em Montreal mostrou que camundongos machos e fêmeas usam diferentes tipos de células para responder à dor. Os resultados sugerem que, se algum fator semelhante causa dor em pessoas, o tratamento deve ser adaptado para homens ou mulheres.

Os cientistas sabem que, após uma lesão, entram em ação algumas células denominadas micróglias, na medula espinhal, um processo que está associado à dor persistente. Quando os cientistas desativam a ação da micróglia em camundongos do sexo masculino, os animais tornam-se menos sensíveis a cutucadas. No entanto, nas fêmeas, a desativação das células não causavam nenhum efeito. A pesquisa foi relatada por Jeffrey Mogil e seus colegas, da Universidade McGill, em Montreal, na revista Nature Neuroscience de 29 de junho. Os cientistas sugerem que nas fêmeas as células do sistema imunológico chamadas linfócitos T podem carregar sinais de dor.

Os resultados podem fornecer uma explicação para algumas das diferenças entre as respostas dos machos e das fêmeas quanto à dor, além de oferecem uma advertência para os cientistas: experimentos sobre dor deve incluir ambos os sexos, dizem os autores.

Fonte: sciencenews.org

Presidente da Fapesb participa de Simpósio em Educação Matemática na UESC

O Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Eduardo Almeida, participou, na manhã desta segunda-feira, da abertura do 4º Simpósio Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, promovido pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus-Ba. (…)

Giro na Ciência – Teste de sangue e saliva é eficaz na detecção de cânceres orais

As descobertas dos cientistas da Universidade Johns Hopkins têm aumentado a esperança para um teste de triagem barato, que poderia ser feito por dentistas ou médicos durante visitas regulares

069_Foto_29_06_2015

Um novo exame que usa sangue e saliva para detectar câncer de cabeça e de pescoço tem se mostrado promissor em um pequeno número de pacientes. A pesquisa foi publicada na última quarta-feira (24/06) na revista Science Translational Medicine.

Enquanto provavelmente levará anos até que o teste esteja disponível para o público, as descobertas dos cientistas da Universidade Johns Hopkins têm aumentado a esperança para um teste de triagem barato, que poderia ser feito por dentistas ou médicos durante visitas regulares.

Define-se como câncer de cabeça e pescoço os tumores malignos que ocorrem na cavidade oral, faringe e laringe. No Brasil, estima-se aproximadamente 14.170 novos casos de câncer de cavidade oral, por exemplo. Nos Estados Unidos, afeta 50.000 pessoas a cada ano e está em ascensão entre os homens. Os principais fatores de risco são o álcool, tabagismo e papilomavírus humano (HPV), uma infecção comumente transmitida sexualmente que muitas vezes passa despercebida.

“Conseguimos demonstrar que o DNA do tumor no sangue ou saliva pode ser medido com êxito nesses tipos de câncer”, contou o principal autor Nishant Agrawal, professor de otorrinolaringologia e oncologia na Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

O estudo envolveu 93 pacientes com câncer que tinham sido diagnosticados anteriormente. Em pacientes portadores de cânceres originados por HPV, os cientistas recolheram amostras de sangue e saliva de DNA relacionado à promoção de câncer. Naqueles com câncer não ligados ao HPV, os médicos buscaram mutações em um punhado de genes relacionados ao câncer.

Os pesquisadores descobriram o DNA do tumor na saliva de 71 dos 93 pacientes (76%) e no sangue de 41 dos 47 (87%). Metade dos pacientes concedeu tanto saliva quanto amostras de sangue aos cientistas, e os testes combinados encontraram DNA do tumor em 45 dessas 47 pessoas (96%). “A combinação de exames de sangue e de saliva pode oferecer a melhor chance de encontrar o câncer”, disse Agrawal.

Mais testes sobre um maior número de pacientes ainda são necessários antes que o teste possa procurar a aprovação do mercado. Uma forma beta do teste pode custar milhares de dólares, mas com o tempo poderia ser oferecido por 50 dólares em ambiente de consultório ou de cuidados primários de um dentista, disseram os pesquisadores.

“Nosso objetivo final é desenvolver melhores testes de triagem para encontrar cânceres de cabeça e pescoço entre a população em geral e melhorar a forma de como monitorar pacientes com câncer de recorrência de sua doença”, afirmou o co-autor Bert Vogelstein, professor de oncologia na Johns Hopkins Kimmel Cancer Center.

Fonte: veja.com (com agência France-Presse)

Professor lança livro sobre ex-votos das Américas com apoio da Fapesb

068_Foto_26_06_2015

O professor José Cláudio Alves de Oliveira, Chefe do Departamento de Museologia da UFBA, lançou, no início de junho, o livro “Ex-votos das Américas: Comunicação e Memória social”. Trata-se de uma coletânea de textos organizada por ele, resultado dos estudos realizados por seis pesquisadores que enveredaram, dos Estados Unidos ao Brasil, em salas de milagres e museus, para analisarem a iconografia, gramática, discurso e midiatização dos ex-votos.

O livro foi lançado juntamente com uma exposição gratuita que acontecerá até o dia 30 de junho no Museu de Arte da Bahia – MAB, no Corredor da Vitória, em Salvador. A mostra tem como tema a fé e sua manifestação artístico-religiosa, no âmbito da comunicação e da memória social, a partir de uma abordagem museológica, artística, histórica ou linguística.

O trabalho foi realizado com o apoio da Fapesb, por meio do Edital de Apoio a Pesquisas Interdisciplinares – PROINTER.

SERVIÇO
Exposição Ex-Votos das Américas
Onde: Museu de Arte da Bahia – MAB – Corredor da Vitória, 2340, Salvador-BA.
Quando: até o dia 30 de junho – Sábado e Domingo das 14h às 19h, Segunda e Terça-Feira das 13h às 19h
Entrada gratuita

Por: Ascom/Fapesb