Fechar Link

Notícias

Giro na Ciência – Medicamento é capaz de trazer pigmento da pele de volta a pessoas com vitiligo

Os cientistas descobriram que uma droga já existente pode ser capaz de restaurar pigmento na pele de pessoas com vitiligo. (…)

Últimos dias de inscrição para X Encontro Regional de História Oral

071_Foto_30_06_2015

Quem quiser participar dos Minicursos (MCs) ou Simpósios Temáticos (STs) do X Encontro Regional Nordeste de História Oral precisa ficar atento aos prazos. A inscrição de participantes nos MCs vai até o dia 5 de julho e para apresentação de comunicação oral nos STs, até o dia 6 de julho. O evento acontecerá de 10 a 13 de agosto de 2015, na cidade de Salvador – BA, e é promovido pela Associação Brasileira de História Oral (ABHO), por meio de sua Regional Nordeste, juntamente com a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) e conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Este ano, o tema do Encontro é “História Oral, Educação e Mídias”, e tem por objetivo propiciar a ampliação do diálogo entre os seguimentos de pesquisadores, em particular, da Área de História, bem como pesquisadores de Áreas afins (Antropologia, Geografia, Sociologia, Educação, etc), intensificando discussões teóricas e metodológicas interdisciplinares. O evento propiciará, também, a apresentação pública de pesquisas empíricas sobre temas relacionados à História Oral, na perspectiva da sua integração com a Área de Educação e as mídias.

As atividades propostas englobarão discussões sobre memórias e novas tecnologias, destacando temas como a comunicação oral como instrumento da identidade negra; os museus digitais na construção de memórias; as mídias sonoras na formação de identidades ligadas ao espaço geográfico; a produção narrativa de jovens e adultos no contexto das mídias; como também o uso das fontes orais no ensino de história, buscando construir e compartilhar saberes com e na escola.

Fonte: site do evento

Giro na Ciência – Machos e fêmeas sentem dor de formas diferentes

070_Foto_30_06_2015

Um novo estudo realizado em Montreal mostrou que camundongos machos e fêmeas usam diferentes tipos de células para responder à dor. Os resultados sugerem que, se algum fator semelhante causa dor em pessoas, o tratamento deve ser adaptado para homens ou mulheres.

Os cientistas sabem que, após uma lesão, entram em ação algumas células denominadas micróglias, na medula espinhal, um processo que está associado à dor persistente. Quando os cientistas desativam a ação da micróglia em camundongos do sexo masculino, os animais tornam-se menos sensíveis a cutucadas. No entanto, nas fêmeas, a desativação das células não causavam nenhum efeito. A pesquisa foi relatada por Jeffrey Mogil e seus colegas, da Universidade McGill, em Montreal, na revista Nature Neuroscience de 29 de junho. Os cientistas sugerem que nas fêmeas as células do sistema imunológico chamadas linfócitos T podem carregar sinais de dor.

Os resultados podem fornecer uma explicação para algumas das diferenças entre as respostas dos machos e das fêmeas quanto à dor, além de oferecem uma advertência para os cientistas: experimentos sobre dor deve incluir ambos os sexos, dizem os autores.

Fonte: sciencenews.org

Presidente da Fapesb participa de Simpósio em Educação Matemática na UESC

O Presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Eduardo Almeida, participou, na manhã desta segunda-feira, da abertura do 4º Simpósio Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, promovido pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), em Ilhéus-Ba. (…)

Giro na Ciência – Teste de sangue e saliva é eficaz na detecção de cânceres orais

As descobertas dos cientistas da Universidade Johns Hopkins têm aumentado a esperança para um teste de triagem barato, que poderia ser feito por dentistas ou médicos durante visitas regulares

069_Foto_29_06_2015

Um novo exame que usa sangue e saliva para detectar câncer de cabeça e de pescoço tem se mostrado promissor em um pequeno número de pacientes. A pesquisa foi publicada na última quarta-feira (24/06) na revista Science Translational Medicine.

Enquanto provavelmente levará anos até que o teste esteja disponível para o público, as descobertas dos cientistas da Universidade Johns Hopkins têm aumentado a esperança para um teste de triagem barato, que poderia ser feito por dentistas ou médicos durante visitas regulares.

Define-se como câncer de cabeça e pescoço os tumores malignos que ocorrem na cavidade oral, faringe e laringe. No Brasil, estima-se aproximadamente 14.170 novos casos de câncer de cavidade oral, por exemplo. Nos Estados Unidos, afeta 50.000 pessoas a cada ano e está em ascensão entre os homens. Os principais fatores de risco são o álcool, tabagismo e papilomavírus humano (HPV), uma infecção comumente transmitida sexualmente que muitas vezes passa despercebida.

“Conseguimos demonstrar que o DNA do tumor no sangue ou saliva pode ser medido com êxito nesses tipos de câncer”, contou o principal autor Nishant Agrawal, professor de otorrinolaringologia e oncologia na Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins.

O estudo envolveu 93 pacientes com câncer que tinham sido diagnosticados anteriormente. Em pacientes portadores de cânceres originados por HPV, os cientistas recolheram amostras de sangue e saliva de DNA relacionado à promoção de câncer. Naqueles com câncer não ligados ao HPV, os médicos buscaram mutações em um punhado de genes relacionados ao câncer.

Os pesquisadores descobriram o DNA do tumor na saliva de 71 dos 93 pacientes (76%) e no sangue de 41 dos 47 (87%). Metade dos pacientes concedeu tanto saliva quanto amostras de sangue aos cientistas, e os testes combinados encontraram DNA do tumor em 45 dessas 47 pessoas (96%). “A combinação de exames de sangue e de saliva pode oferecer a melhor chance de encontrar o câncer”, disse Agrawal.

Mais testes sobre um maior número de pacientes ainda são necessários antes que o teste possa procurar a aprovação do mercado. Uma forma beta do teste pode custar milhares de dólares, mas com o tempo poderia ser oferecido por 50 dólares em ambiente de consultório ou de cuidados primários de um dentista, disseram os pesquisadores.

“Nosso objetivo final é desenvolver melhores testes de triagem para encontrar cânceres de cabeça e pescoço entre a população em geral e melhorar a forma de como monitorar pacientes com câncer de recorrência de sua doença”, afirmou o co-autor Bert Vogelstein, professor de oncologia na Johns Hopkins Kimmel Cancer Center.

Fonte: veja.com (com agência France-Presse)

Professor lança livro sobre ex-votos das Américas com apoio da Fapesb

068_Foto_26_06_2015

O professor José Cláudio Alves de Oliveira, Chefe do Departamento de Museologia da UFBA, lançou, no início de junho, o livro “Ex-votos das Américas: Comunicação e Memória social”. Trata-se de uma coletânea de textos organizada por ele, resultado dos estudos realizados por seis pesquisadores que enveredaram, dos Estados Unidos ao Brasil, em salas de milagres e museus, para analisarem a iconografia, gramática, discurso e midiatização dos ex-votos.

O livro foi lançado juntamente com uma exposição gratuita que acontecerá até o dia 30 de junho no Museu de Arte da Bahia – MAB, no Corredor da Vitória, em Salvador. A mostra tem como tema a fé e sua manifestação artístico-religiosa, no âmbito da comunicação e da memória social, a partir de uma abordagem museológica, artística, histórica ou linguística.

O trabalho foi realizado com o apoio da Fapesb, por meio do Edital de Apoio a Pesquisas Interdisciplinares – PROINTER.

SERVIÇO
Exposição Ex-Votos das Américas
Onde: Museu de Arte da Bahia – MAB – Corredor da Vitória, 2340, Salvador-BA.
Quando: até o dia 30 de junho – Sábado e Domingo das 14h às 19h, Segunda e Terça-Feira das 13h às 19h
Entrada gratuita

Por: Ascom/Fapesb

Secti conquista Menção honrosa no prêmio de divulgação científica José Reis

A comissão avaliadora do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica concedeu distinção de Menção Honrosa à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia (Secti) (…)

Giro na Ciência – Brasil adquire primeiros ônibus movidos a hidrogênio

067_Foto_25_06_2015

Uma mobilidade urbana sustentável, capaz de reduzir as emissões de gases poluentes e melhorar a qualidade de vida do cidadãos, é uma das realizações mais buscadas por países em desenvolvimento. O Brasil, apesar do seu potencial no setor, ainda caminha devagar no campo das tecnologias necessárias para implementar tais medidas. Contudo, os primeiros passos para alterar este cenário estão sendo dados com a aquisição de três ônibus movidos a hidrogênio – uma tecnologia de energia renovável antipoluente.

Os coletivos novos estão em atividade no estado de São Paulo, primeiro estado a receber os ônibus movidos a hidrogênio do País. Eles não emitem gases poluentes pois utilizam apenas vapor d’água, que é eliminado pelo escapamento dos veículos.

Os veículos usam aproximadamente 45% de energia renovável, de acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), colocando o País em uma posição de destaque mundial. Além do Brasil, as únicas nações capazes de desenvolver e operar coletivos com tal tecnologia são a Alemanha, o Canadá e os Estados Unidos.

O projeto foi coordenado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), com a direção do MME e recursos do Fundo Global para o Meio Ambiente (GEF) e da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep).

Fonte: Agência Gestão CT&I

Inscrições abertas para Curso de Especialização em Gestão da Inovação e Desenvolvimento Regional

066_Foto 25_06_2015

A UFRB, por meio do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) do Campus de Cruz das Almas abriu inscrições para o curso de Especialização em Gestão da Inovação e Desenvolvimento Regional.

O curso tem carga horária de 493 horas, será realizado na modalidade presencial, com encontros quinzenais no Campus de Cruz das Almas.

O curso é gratuito, com oferta de 40 vagas e destina-se a portadores de diploma e de certificado de conclusão de curso superior, emitidos por instituições reconhecidas pelo Ministério da Educação (MEC), de diversas áreas.

Os interessados devem se inscrever, até o dia 31 de julho, na Secretaria da Pós-Graduação do CCAAB no Campus de Cruz das Almas, das 08:30 às 11:30 horas e das 14:00 às 16:00 horas, (segunda a sexta-feira), mediante apresentação dos documentos exigidos no edital de seleção.

Há ainda a opção de se inscrever por meio de procuração ou pelos Correios, via Sedex, com data de postagem até o dia 31 de julho de 2015.

O processo seletivo consistirá de duas etapas, sendo a primeira etapa: avaliação de currículo lattes, análise do histórico escolar e da carta de intenção e para os candidatos aprovados na primeira etapa será realizada uma entrevista, conforme cronograma a ser definido pela coordenação do curso.

Este curso conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Mais informações em http://www1.ufrb.edu.br/gestaodainovacao/.

Fonte: UFRB

Confira os editais Fapesb com inscrições abertas

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) lançou, neste mês de junho, quatro editais no valor total de R$ 4,6 milhões. (…)

Fapesb abre inscrições para Concurso Ideias Inovadoras 2015

065_Foto 16_06_2015

Você tem boas ideias? Já criou algo que possa facilitar a vida das pessoas? Já pensou em uma forma de melhorar um produto ou um serviço tornando-o diferente e inovador? A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb) lançou, esta semana, o Edital do Concurso Ideias Inovadoras 2015. O objetivo é incentivar o desenvolvimento de ideias inovadoras e disseminar a cultura do empreendedorismo no estado, promovendo a participação da comunidade estudantil e acadêmica, pesquisadores, graduados e inventores.

Em sua 8ª edição, o Concurso Ideias Inovadoras traz uma nova categoria: Inovações Educacionais, destinada a profissionais do magistério – gestores, professores e coordenadores pedagógicos. A ideia é que esta categoria possa desenvolver métodos, tecnologias ou produtos inovadores que contribuam para a melhoria e o fortalecimento do ensino e aprendizagem nas escolas. Em 2014, a Fapesb criou a categoria Inventores da Economia Criativa, dando espaço para temas como patrimônio, expressões culturais, artes, literatura, áudio e vídeo, moda e design. Além destas, o Edital contempla outras seis categorias: Estudantes de Ensino Médio ou Ensino Profissional Técnico de Nível Médio, Graduandos, Pós Graduandos Lato Sensu e Stricto Sensu, Pesquisadores, Graduados Independentes e Inventores Independentes.

Para participar do Concurso o candidato e demais membros da equipe precisam residir no estado da Bahia e ter idade mínima de 16 anos. As propostas devem ser criativas, apresentar potencial de introdução no mercado, possuir alguma característica nova e diferente ou apresentar algo que não existia anteriormente. Os três primeiros colocados de cada categoria recebem um prêmio em dinheiro no valor de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil para primeiro, segundo e terceiro lugares respectivamente. Os primeiros colocados ainda podem utilizar a consultoria da Vilage Marcas e Patentes e participar de oficinas oferecidas pelo Sebrae.

As inscrições estão abertas até as 17h do dia 20 de agosto. Clique aqui para ver o Edital completo.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Programa de Bolsas de Pós-Doutorado disponibiliza R$ 3,2 milhões para docentes

063_Foto 15_06_2015

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), em parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), lançou, na segunda semana de junho, o Edital do Programa de Bolsas de Pós-Doutorado. O objetivo é contribuir para a qualificação dos docentes vinculados aos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu das instituições de ensino superior, pesquisa e/ou inovação, públicas ou particulares sem fins lucrativos, localizadas no estado da Bahia.

O valor do Edital é de R$ 3,2 milhões, sendo R$ 2,3 milhões da Capes e R$ 885.600 da Fapesb. Os contemplados receberão bolsa para realizar pós-doutorado em instituições de ensino superior, pesquisa ou inovação em outros estados do país. Até 33 bolsas poderão ser concedidas, sendo 9 pela Fapesb e 24 pela Capes, no valor de R$ 4.100 cada. Podem apresentar propostas pesquisadores doutores que estejam cadastrados como docentes permanentes em um dos referidos programas de pós-graduação. A bolsa terá vigência de 12 meses, podendo ser renovada por igual período, dependendo do desempenho acadêmico do bolsista

As inscrições devem ser realizadas pelo site da Fapesb até as 17h do dia 31 de julho de 2015. Clique aqui para ver o Edital.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Fapesb e Instituto Stela discutem uso de tecnologias para facilitar acesso a informações

065_Foto 15_06_2015

O presidente da Fapesb, Eduardo Almeida, reuniu-se na sexta-feira (12) com o Pesquisador e Diretor de Negócios do Instituto Stela, José Francisco Salm Jr. para discutirem sobre a utilização de tecnologias digitais que possam facilitar o acesso às informações referentes à Fundação. O foco da conversa foi a criação de uma plataforma digital para gestão de projetos de pesquisa e inovação aliada à criação de um observatório e de um repositório de conteúdo.

O Instituto Stela é uma organização que desenvolve soluções em engenharia e gestão estratégica de informação e conhecimento para organizações públicas e privadas. Dentre os principais projetos do Instituto, destaca-se o desenvolvimento da Plataforma Lattes. Com seu apoio, a Fapesb espera criar a plataforma digital para conseguir gerenciar de forma mais eficiente todas as questões relacionadas aos projetos por ela apoiados. Além disso, pretende-se construir um observatório de indicadores com informações estatísticas sobre a Fapesb, principalmente considerando os investimentos em bolsas ao longo dos anos. Desta forma, pode-se criar um observatório para acompanhar as atividades realizadas pela Fundação.

Por fim, a Fapesb pretende criar um repositório digital, uma base de dados com informações referentes aos projetos apoiados, trazendo dados complementares sobre os mesmos. “Nosso Programa de Bolsas corresponde a cerca de 40% do nosso orçamento. Neste programa, precisamos ter um conjunto de indicadores para auxiliar na gestão”, diz Eduardo. “O Programa DCR, por exemplo, visa fixar doutores no estado. Mas quantos já foram fixados? Em quais áreas? Quantos pesquisadores passaram do mestrado para o doutorado com financiamento da Fapesb? O que eles estão produzindo? O que já geraram?”, indaga. Segundo ele, o observatório servirá como uma ferramenta para entender melhor os investimentos, sua evolução e os impactos.

O diretor da Fapesb falou ainda que as tecnologias digitais são importantes para o acompanhamento e gestão dos recursos públicos: “Trata-se de uma questão de transparência que nos ajuda a entender o que está sendo feito com os recursos da Fapesb. É um retorno à sociedade”.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Fapesb lança edital para Atrair Pesquisadores Visitantes Estrangeiros

062_Foto 12_06_2015

A fim de atrair renomados pesquisadores estrangeiros para as instituições baianas, a Fapesb lançou, nesta semana, o Edital de Apoio a Projeto de Pesquisa para Atração de Pesquisador Visitante Estrangeiro – PVE. Por meio deste edital, a Fundação apoiará o desenvolvimento da pesquisa científica e tecnológica no estado, com a participação de pesquisadores estrangeiros com grande experiência acadêmica, científica, tecnológica ou cultural, vinculados a instituições de ensino superior ou de pesquisa de outros países.

A Fapesb disponibilizou o valor total de R$ 430.000 (quatrocentos e trinta mil reais) para este edital, sendo que cada proposta poderá receber o valor máximo de R$ 20.000 (vinte mil reais). Os recursos poderão ser utilizados para a compra de material de consumo nacional para a execução do projeto de pesquisa e para a vinda e permanência do PVE na Bahia.

Os proponentes devem ser pesquisadores doutores cadastrados como docentes permanentes em um Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu vinculado a uma instituição baiana. As propostas deverão prever obrigatoriamente a vinda de um PVE à Bahia para atuar do desenvolvimento do projeto de pesquisa submetido ao Edital. Também deve estar incluído o Plano de Trabalho do Pesquisador Visitante, que poderá permanecer na instituição por, no máximo, 30 dias.

Para mais informações, consulte o Edital.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Abertas inscrições do Edital POP Ciência da Fapesb para a Semana Nacional de C&T

061_Foto 10_06_2015

Se você tem uma proposta de evento científico ou tecnológico voltado para o público em geral e precisa de apoio financeiro para realizá-lo, inscreva-se no Edital de Popularização da Ciência e Tecnologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb). Por meio deste edital, você poderá receber um valor de até R$ 10 mil e organizar o seu evento para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT). O intuito é fomentar ações para a popularização da Ciência e Tecnologia de forma a proporcionar ao público, em especial alunos da Educação Básica, experiências, conhecimentos e vivências no universo científico e tecnológico.

Os projetos serão classificados em duas linhas. Na primeira, estarão os projetos de pesquisadores vinculados às Instituições de Ensino Superior e/ou Pesquisa (IES) ou Instituições Científico-Tecnológicas (ICTs), públicas ou particulares localizadas no Estado da Bahia. Na segunda linha, estarão os projetos de proponentes vinculados às escolas da rede pública de ensino ou escolas administradas em consórcio público-privado, instituições do Terceiro Setor e associações em geral, desde que sem fins lucrativos, localizadas no Estado da Bahia.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia 2015 acontecerá no período de 19 a 25 de outubro e o tema deste ano é “Luz, Ciência e Vida”, alinhado com a decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, que proclamou 2015 como o Ano Internacional da Luz. As inscrições para o Edital Fapesb de Popularização da Ciência e Tecnologia podem ser realizadas até o dia 16 de julho às 17h. O proponente deverá apresentar sua proposta preenchendo o Formulário online específico para este Edital, disponibilizado no Portal da Fapesb.

Clique aqui para ver o Edital.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Inscrições abertas para Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS

034_Premio de Incentivo em C&T PPUS

O Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS visa reconhecer e promover trabalhos técnico-científicos desenvolvidos por pesquisadores e profissionais de saúde com temas que atendam às necessidades de saúde no âmbito do SUS e a produção de inovações tecnológicas com potencial de incorporação em sistemas e serviços de saúde.

Inscrições

As inscrições podem ser efetuadas no período das 10h do dia 18 de maio até as 18h do dia 03 de julho e 2015 no endereço eletrônico www.saude.gov.br/premio.

Participação

Estão aptos a participar do Prêmio pesquisadores, estudiosos e profissionais de saúde ou qualquer área do conhecimento científico com produção em pós-graduação de trabalhos acadêmicos aprovados e concluídos ou publicados em revista científica indexada no período de 27 de maio de 2014 a 17 de maio de 2015, na temática Ciência e Tecnologia em Saúde.

Avaliação

A avaliação dos trabalhos nas quatro categorias é realizada em duas fases: a primeira, por pareceristas ad hoc e a segunda por comissão julgadora. Os 20 trabalhos melhor pontuados em cada categoria são classificados para a segunda fase e divulgados até as 18h do dia 18 de agosto de 2015, nos endereços eletrônicos: www.saude.gov.br/sctie e www.saude.gov.br/sisct

Na segunda fase, os trabalhos selecionados nas quatro categorias são analisados, na íntegra, pela comissão julgadora que define um trabalho vencedor e até cinco menções honrosas para cada categoria.
Cerimônia de Premiação

A cerimônia de entrega do Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS – 2015 é realizada em Brasília até 30 de dezembro de 2015.

As datas definidas no regulamento podem ser alteradas, sendo informadas em tempo. As questões não previstas no regulamento são resolvidas pela comissão julgadora. O edital do concurso pode ser acessado em www.saude.gov.br/premio e www.saude.gov.br/sctie.

Confira as categorias e suas respectivas premiações:

Tese de Doutorado – R$ 50.000
Dissertação de Mestrado – R$ 30.000
Trabalho Científico Publicado – R$ 50.000
Monografia de Especialização/Residência

Em caso de dúvidas, envie um e-mail para decit.premio@saude.gov.br

Fonte: Ministério da Saúde

RedPOP fará diagnóstico inédito da divulgação científica na América Latina

A pesquisadora do Núcleo de Estudos em Divulgação Científica do Museu da Vida (NEDC) Luisa Massarani foi reeleita para a direção executiva da RedPOP, a Rede de Popularização da Ciência e da Tecnologia na América Latina e no Caribe. (…)

Fapesb apoia X Reunião Regional da FeSBE

059_Foto 01_06_2015

No período de 04 a 06 de junho de 2015 será realizada a X Reunião Regional da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FeSBE), no Campus da Universidade Federal da Bahia – UFBA, em Salvador (BA). A comissão organizadora local será composta por professores e pesquisadores de Instituições de Ensino Superior sediadas no Estado da Bahia, que são atuantes nas áreas dentro do escopo da FeSBE. A X Reunião Regional contará também com a participação de palestrantes das demais regiões do país, tendo uma abrangência nacional.

O evento é interdisciplinar e visa levar os conhecimentos atuais em Biologia Experimental para o estado e região, beneficiando, particularmente, os pós- graduandos e motivando os estudantes de graduação para o trabalho científico. A X Reunião Regional conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb).

Para mais informações, acesse o site do evento.

Por: Ascom/Fapesb

Fapesb assina memorando de entendimento com Irlanda

058_Foto 29_05_2015

Durante reunião do Fórum do Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap), que aconteceu em Brasília nos dias 26 e 27 de maio, o diretor geral da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, (FAPESB), Eduardo Almeida, assinou um memorando de entendimento com a Irlanda, para futuras parcerias. Conduzido pelo Research Brazil Ireland (RBI), um grupo de irlandeses participou do Fórum com o intuito de promover e apoiar pesquisas entre os dois países.

A representante irlandesa Sarah O’Sullivan, diretora de colaborações internacionais do RBI, apresentou as atividades do órgão no apoio à mobilidade de pesquisadores. Ela encorajou as agências brasileiras de fomento à pesquisa a identificarem áreas nas quais buscam colaborações para que a RBI possa ajudá-las a localizar parceiros ideais para os projetos. Outros representantes de instituições irlandesas apresentaram programas de fomento ao setor de ciência e tecnologia realizados em seu país que poderiam ser objeto de parceria com o Brasil no âmbito do RBI. Um memorando de intenções já havia sido assinado em março entre Confap e Irlanda.

Reconhecendo as restrições fiscais no Brasil no momento, O’Sullivan incentivou todas as agências a manterem “vivas” as conversas entre Brasil e Irlanda. “Estamos abertos a todo tipo de colaborações, seja envolvendo centros de pesquisas irlandeses e brasileiros, formando parcerias estratégicas entre os pesquisadores ou, ainda, fazendo visitas técnicas iniciais. O importante é que nós continuemos conversando e que entendamos as necessidades um dos outros”, disse.

Além da Fapesb, outras 12 Fundações de Amparo à Pesquisa assinaram o memorando de entendimento. O intuito é promover o intercâmbio entre Brasil e Irlanda em cinco áreas principais: tecnologias da informação e comunicação; ciência ambiental e tecnologias; materiais avançados e nanotecnologia; biofarmacêuticos, biotecnologia e saúde; energia sustentável; e agroprodução.

Por: Ascom/Fapesb com informações da Ascom/Fapesc e RBI

Fapesb promove palestra para alunos de graduação da Estácio-FIB

057_Foto 28_05_2015

Você sabe o que é inovação? E empreendedorismo? Já ouviu falar do Concurso Ideias Inovadoras? Como a Fapesb pode te apoiar? Essas e outras perguntas foram respondidas na palestra proferida nesta quarta-feira na Faculdade Estácio-FIB, em Salvador, pela coordenadora de Apoio ao Desenvolvimento tecnológico e empreendedorismo da Fapesb, Vivian Alves.

Para um auditório lotado de alunos dos cursos de Engenharia, Vivian explicou o papel da Fapesb para o fomento à pesquisa e inovação. Ela falou sobre a estrutura organizacional da Fundação, sua missão, seus princípios e características dos apoios, como se inscrever em um edital, como submeter um projeto e as formas de avaliação.

A palestra teve como foco o Concurso Ideias Inovadoras, cujo lançamento está previsto para a segunda semana de junho. Vivian falou sobre alguns dos projetos vencedores e a necessidade de difundir o Concurso entre os alunos de graduação e principalmente do ensino médio. “Recebemos projetos muito bons e, entre os vencedores, sempre tem projetos da área de engenharia e de TI”, afirmou. “Estamos contando com o apoio da Secretaria de Educação (SEC), através do Instituto Anísio Teixeira, para divulgar o concurso nas escolas, pois apenas na Bahia temos cerca de 1300 escolas públicas de ensino médio”, disse.

Este ano, além das categorias já englobadas em 2014, o Concurso Ideias Inovadoras terá uma nova categoria criada a pedido da Secretaria de Educação: Inovações Educacionais.

Fiquem atentos e acompanhem mais informações em nosso portal.

Por: Ascom/Fapesb