Fechar Link

Notícias

Workshop gratuito capacita empresários do setor audiovisual
Segunda-feira, 28 de julho de 2014

Nos dias 31 de julho e 1º de agosto, Salvador recebe o workshop Objetiva: Empreendedorismo em Foco, voltado para empresários do setor audiovisual. (…)

Inscrições para edital Concurso Ideias Inovadoras seguem até 04 de setembro
Quinta-feira, 24 de julho de 2014

050.foto23072014

Seguem abertas até 04 de setembro as inscrições para edital Concurso Ideias Inovadoras 2014, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (FAPESB), em parceria com a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA). O certame tem como objetivo disseminar a cultura do empreendedorismo no estado e incentivar o desenvolvimento de ideias inovadoras.

“Os projetos devem explorar novas ideias, que representam pequenos benefícios: um produto, um serviço, um processo, um método ou um sistema que não existia anteriormente, ou que tenha alguma característica nova e diferente”, explica a diretora de Economia da Cultura da SecultBA, Carmen Lima. Nesse campo, as inovações podem se traduzir em diversos aspectos como, por exemplo, o técnico (emprego de materiais alternativos ou formas mais baratas de produção); de gestão ou produção (ferramentas administrativas ou de apoio à produção); ou de distribuição (novas plataformas e estruturas de acesso à produção cultural), entre outros.

Além de reconhecer, premiar e divulgar as ideias inovadoras, o edital promove a participação da comunidade estudantil e acadêmica, pesquisadores, graduados e inventores em ações de empreendedorismo e inovação, oferecendo o aporte de R$ 480 mil, destinados a propostas que, além de criativas, tenham potencial de mercado.

Este ano, atendendo a uma demanda da SecultBA, o edital passou a contar com uma nova categoria: “Inventores da Economia Criativa”. “A inclusão dessa categoria dá um passo importante em uma nova direção, pois além dos tradicionais campos científicos, passa a compreender a importância do fomento à inventividade nos setores de patrimônio, expressões culturais, espetáculos artísticos, literatura, audiovisual, moda, design, e publicidade”, esclarece Carmen.

As inscrições podem ser feitas através do site da FAPESB, onde o edital também pode ser acessado. A seleção seguirá as seguintes etapas: inscrição online, com postagem das propostas e documentos solicitados; e, por fim, os selecionados na etapa anterior deverão fazer a defesa oral de suas propostas. Para a escolha dos melhores projetos, serão considerados os seguintes critérios: originalidade, aplicação, impactos da inovação, diferenciação, mercado potencial, perfil do empreendedor ou da equipe e apresentação.

Neste edital, serão contempladas sete categorias, com três propostas premiadas cada: Estudantes de Ensino Médio ou Ensino Profissional Técnico de Nível Médio, Graduandos, Pós Graduandos Lato Sensu e Stricto Sensu, Pesquisadores, Graduados Independentes, Inventores Independentes, e Inventores da Economia Criativa. A premiação contempla três classificações: 1º Lugar, o prêmio será no valor de R$ 15 mil e consultoria da Vilage Marcas e Patentes; para o 2º, o valor será de R$ 10 mil; já o 3º lugar será premiado com R$ 5 mil.

Ações de apoio aos proponentes do edital

Além do apoio institucional, a SecultBA, por meio do Projeto Bahia Criativa, realizará ações de apoio a este edital. Para orientar os proponentes desse edital, será realizada uma mesa com o tema: “Economia Criativa e Inovação”, com a participação dos pesquisadores Gilberto Monte, Cláudio Manoel e Messias Bandeira. O evento está programado para o dia 04 de agosto, no Forte do Barbalho, a partir das 14h.

Fonte: Secult-Ba

Diretor da Fapesb fala sobre Edital de Apoio à Pesquisa para a Ponte Salvador Itaparica
Quarta-feira, 23 de julho de 2014

Está com inscrições abertas até o dia 31 de julho o Edital Fapesb de Apoio a Projetos de Pesquisa para o Sistema Viário Oeste (SVO) Ponte Salvador – Ilha de Itaparica, no valor de R$ 700 mil. (…)

Jornada de incentivo à pesquisa e extensão inscreve trabalhos até 20 de agosto
Sexta-feira, 18 de julho de 2014

O Núcleo de Pesquisa e Extensão (Nupe) do Departamento de Ciências Humanas (DCH) do Campus I da UNEB, em Salvador, promoverá entre os dias 17 e 18 de setembro, no Auditório Jurandyr de Oliveira, na unidade, a VII Jornada de Incentivo à Pesquisa e Extensão (JOInPE). (…)

Fapesb apoia II Encontro Internacional de Cultura Visual, Educação e Linguagem
Sexta-feira, 18 de julho de 2014

049.foto18072014

De 27 a 29 de agosto, o grupo de pesquisa Cultura visual, Educação e Linguagem, vinculado ao Departamento de Ciências Humanas – DCH – UNEB – campus IV – Jacobina, estará realizando o II Encontro Internacional de Cultura Visual, Educação e Linguagem.

O evento se caracteriza pela interiorização da produção acadêmico-científica a fim de socializar conhecimentos acerca da educação em sua relação com a cultura visual e as diversas linguagens, expandindo as discussões e as possibilidades de trabalho, em conexão com a produção de pesquisadores de diferentes partes do Brasil, bem como de outros países. Neste sentido, o evento se faz de grande relevância, também, em função das parcerias que estabelece com diversos centros de pesquisa.

Pretende, assim, dar continuidade a uma política acadêmica de pesquisa, difusão e intervenção formativa sobre a cultura de base visual como o cinema, a televisão, a internet, a arte projetiva, bem como analisar questões de linguagem, relacionadas à leitura de textos imagético/verbais, suas finalidades e as relações sócio-histórico-culturais.

A importância desse campo temático reside no fato de que tal proposta promove ações que possibilitam compreender as implicações educacionais, ocorrências e transformações da cultura visual e das diversas linguagens na contemporaneidade, além de favorecer o desenvolvimento de práticas educativas mais contextualizadas com o tempo e o lugar.

Durante o evento, acontecerá o lançamento do livro “Infâncias-devir e currículo: a afirmação do direito das crianças à (aprendizagem) formação”, de Roberto Sidnei Macedo e Omar Barbosa Azevedo. As inscrições para ouvinte podem ser realizadas até o dia 26 de agosto pelo site cult-vi.uneb.br. O evento é apoiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia – Fapesb.

Fonte: www.dh2assessoriaedu.com.br

Giro na Ciência – Guia sobre Financiamento de Pesquisa
Quinta-feira, 17 de julho de 2014

048.foto17072014

Um dos maiores desafios da vida acadêmica é conseguir as disputadas bolsas e verbas para financiamento de pesquisas. Seja para iniciação científica, mestrado, doutorado, pós-doutorado ou projetos mais pontuais, o primeiro passo para conseguir esses recursos é estar atento aos editais e saber onde é possível buscá-los. No Brasil, as principais agências de fomento de pesquisa são a Capes – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e o CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Estas agências oferecem vários tipos de bolsas e verbas para pesquisa nos vários níveis da formação acadêmica e que são concedidas a instituições de ensino ou docentes (que repassam aos beneficiários) ou aos beneficiários que atendem diretamente a seus editais.

Mas além destas duas instâncias públicas federais, existem vários outros tipos de financiamento de pesquisa. Em nível local, é possível conseguir auxílio junto às fundações de amparo à pesquisa, entidades estudais que atendem discentes e docentes em seus respectivos estados. É possível também recorrer a fontes de financiamento de pesquisa (em particular para aquisição de bolsas-auxílio) junto a instituições particulares que oferecem esta possibilidade, caso de algumas instituições bancárias, institutos de pesquisa independentes, fundações e outros. Há ainda fontes de financiamento de pesquisa internacionais, que vão desde órgãos de fomento internacionais a instituições de ensino que oferecem bolsas a alunos estrangeiros.

Por onde começar

Diante de um amplo universo de possibilidades, o primeiro passo para começar a procurar financiamento é descobrir que agências ou instituições oferecem bolsas ou verbas que contemplam o seu nível acadêmico. Como já mencionado, a Capes e CNPq oferecem bolsas para todos os níveis acadêmicos, mas muitas agências e instituições oferecem financiamento apenas para determinados níveis e ainda assim há editais específicos para cada caso. Assim, se seu objetivo é doutorado pleno, um edital para mestrado não se aplica ou bolsa-sanduíche não se aplica, por exemplo. É necessário também estar atento à sua área de pesquisa, já que há instituições que só oferecem financiamento para determinados campos, como só para áreas de Humanas ou só Ciências Biológicas. No caso de doutorandos e doutores, algumas universidades estrangeiras oferecem bolsas cuja condição para financiamento é o exercício da atividade docente ao longo do curso que será realizado, uma opção interessante especialmente para quem domina a língua do país ao qual está se dirigindo.

Preparação

Quem pretende conseguir financiamento de pesquisa deve ter em mente que a maior parte dos editais entram em vigor ao menos seis meses antes do período quando a bolsa ou verba será concedida, logo, é preciso se programar com antecedência. A preparação para este processo geralmente envolve estar com a documentação acadêmica em dia, incluindo diploma dos graus obtidos, históricos escolares e certificados de proficiência de idiomas estrangeiros, no caso daqueles que estão pleiteando financiamento internacional. No caso de editais internacionais, geralmente pede-se também carta de recomendação de ao menos um docente. De todo modo, as exigências podem variar de um processo de seleção para o outro, por isso é importante estudar os editais que se aplicam a seu caso com antecedência e, se os mesmos permitirem, solicite financiamento junto a fontes diversas para garantir que você consega a bolsa ou verba no período desejado. Tenha em mente que muitos editais (especialmente para níveis de pós-graduação) solicitam a apresentação de um projeto de pesquisa ou ao menos de suas linhas gerais, por isso é bom já ter um projeto pronto.

É possível encontrar oportunidades de financiamento em blogs e sites sobre o universo acadêmico, como o Universia ou em seções de sites de instituições de ensino que apresentam listas de fontes de financiamento de pesquisa. Em todos os casos, leia bem os editais, as condições exigidas para submissão de propostas e preste partícula atenção às cláusulas sobre prestação de contas do financiamento para verificar a viabilidade das mesmas.

Fonte: www.enago.com.br/blog

Abertas Inscrições para Edital Fapesb de Apoio a Pesquisas para Ponte Salvador-Itaparica
Terça-feira, 15 de julho de 2014

047.foto16072014

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), em parceria com a Secretaria de Planejamento do Estado (Seplan) lançou, no dia 10 de junho, o Edital 014/2014 – Apoio a Projetos de Pesquisa para o Sistema Viário Oeste (SVO) Ponte Salvador – Ilha de Itaparica. Com este edital, a Fundação visa contribuir para o aperfeiçoamento dos estudos técnicos contratados para o SVO pelo Governo do Estado, a transferência de conhecimento e tecnologias gerados por estes estudos para universidades e empresas localizadas na Bahia, além do maior conhecimento dos possíveis impactos ambientais, urbanísticos, paisagísticos, sociais e econômicos gerados pela construção da ponte.

As propostas deverão ser de natureza interdisciplinar e interinstitucional e estar inseridas em uma das seguintes áreas temáticas: (1) Geologia do Recôncavo e da Baía de Todos os Santos (BTS); (2) Estudos geológico-geotécnicos associados ao traçado do SVO; (3) Hidráulica marítima associada ao SVO ou às suas interfaces com outros grandes projetos previstos para a BTS; (4) Engenharia e arquitetura de projeto básico para sistemas viários; (5) Gestão de grandes obras viárias; (6) Impacto paisagístico de obras viárias; (7) Impacto ambiental de obras viárias; (8) Impacto cultural de grandes obras; (9) Impacto demográfico de projetos viários e/ou urbanísticos; (10) Impacto socioeconômico e análise de custo/benefício de grandes projetos viários; (11) Planejamento urbano associado a grandes intervenções viárias; (12) Modelagem jurídico-financeira de concessões.

Para este Edital, a Fapesb disponibilizou R$ 700 mil, sendo que cada proposta poderá ser contemplada com até R$ 100 mil. As propostas devem ser encaminhadas para a Fapesb até o dia 31 de julho de 2014.

Clique aqui para ver o Edital.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Fapesb apoia evento Luso-Brasileiro de Degradação em Estruturas
Quinta-feira, 10 de julho de 2014

046.foto10072014

De 06 a 09 de agosto, Salvador receberá o Iº Encontro Luso-Brasileiro de Degradação em Estruturas de Concreto Armado, que acontecerá no Fiesta Convention Center. O evento, que conta com o apoio da Fapesb, tem como objetivo discutir as causas e efeitos da degradação de estruturas pela ação do tempo, bem como seu monitoramento, controle e recuperação.

Alguns dos temas discutidos serão: a Corrosão em Armaduras; Carbonatação; Reação Álcalis-Agregado (RAA); Métodos de Monitoramento e Recuperação, entre outros. Na programação, estão inlcluídos palestras, mini-cursos e um jantar de confraternização. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas aqui. http://www.degrada2014.com.br/p/inscricoes.html

O Encontro, realizado pelo curso de Geotecnologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA), conta com a parceria da Associação Brasileira de Patologia das Construções (ALCONPAT Brasil), da ALCONPAT Internacional, do Instituto Brasileiro do Concreto (IBRACON), da Comunidade da Construção, da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e do Instituto Politécnico da Bahia (IPB). Entre as instituições portuguesas que apoiam o evento, estão o Instituto Superior Técnico (IST/Lisboa), o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC/Lisboa), a Universidade do Minho e a Universidade de Aveiro, além da Federação Européia de Corrosão, da Plataforma Tecnológica Portuguesa da Construção (PTPC) e das empresas especializadas Icorr e Zetacorr.

Informações completas podem ser encontradas no site do evento.

Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica 2014 do CNPq é lançado
Quinta-feira, 10 de julho de 2014

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou na última semana a edição de 2014 do Prêmio de Iniciação Científica e Tecnológica (…)

Prêmio Jovem Cientista abre inscrições em agosto
Terça-feira, 8 de julho de 2014

045.foto08072014

As inscrições para o XXVIII Prêmio Jovem Cientista estarão abertas a partir de 04 de agosto próximo. Com o tema: “Segurança Alimentar e Nutricional”, oferece as seguintes linhas de pesquisa, para as categorias “Mestre e Doutor” e “Estudante do Ensino Superior”:

1)Novas tecnologias para produção de alimentos saudáveis e funcionais da biodiversidade brasileira;

2)Inovação em política de segurança alimentar para a merenda escolar;

3)Inovações tecnológicas no abastecimento de alimentos;

4)Alimentos orgânicos: produção, processamento e certificação de alimentos seguros e sustentáveis;

5)Novas tecnologias de conservação de alimentos: processos e metodologias aplicáveis e seguras visando a redução de conservantes e aditivos químicos;

6)Desenvolvimento de alimentos processados com adição de compostos bioativos visando a redução da fome oculta;

7)Novas tecnologias para a conservação e melhor utilização dos alimentos tradicionais em áreas de extrativismo, ribeirinhas e comunidades tradicionais;

8)A agricultura familiar para a segurança alimentar e nutricional regional e territorial;

9)Desenvolvimento rural e sustentabilidade ambiental, os limites da Segurança Alimentar no campo;

10)Nutrição nas enfermidades agudas, crônicas e degenerativas:o uso de recursos dietéticos na prevenção e tratamento de doenças, e

11) Biossegurança de organismos geneticamente modificados.

Para a categoria Estudante do Ensino Médio:

1) Produção sustentável de alimentos;

2) Acesso a alimentos saudáveis para todos;

3) Hábitos alimentares: da gestação à terceira idade;

4) Inovações na conservação e aproveitamento integral dos alimentos; e

5) Soluções para a desnutrição e a obesidade.

ESTUDANTE OU PESQUISADOR, SE VOCÊ DESENVOLVE PESQUISA NESSE TEMA, PARTICIPE!

Inscrições no site do Prêmio: www.jovemcientista.cnpq.br

SOBRE O PRÊMIO

O Prêmio Jovem Cientista tem como objetivos revelar talentos, impulsionar a pesquisa no país e investir em estudantes e jovens pesquisadores que procuram inovar na solução dos desafios da sociedade.

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), uma das principais e a primeira instituição federal de fomento à ciência, tecnologia e inovação, é pioneiro na concessão de prêmios no Brasil.

Hoje, o Prêmio Jovem Cientista é uma parceria do CNPq, com a Fundação Roberto Marinho, a Gerdau e a GE.

Fonte: Portal CNPq

Abertas inscrições para o I Fiocruz-Yale Course on Clinical Epidemiology
Sexta-feira, 4 de julho de 2014

Estão abertas, até o dia 01 de agosto, as inscrições para o I Fiocruz-Yale: Course on Clinical Epidemiology. (…)

Giro na Ciência – Menino de 15 anos cria carregador de celular movido a passos
Quarta-feira, 11 de junho de 2014

044.foto11062014

O filipino Angelo Casimiro, 15 anos, é um exemplo para os empreendedores que trabalham com energias renováveis.

O garoto, estudante do ensino médio, foi muito além de sua idade ao criar um novo mecanismo para recarregar celulares. A técnica aproveita a energia gerada por passos. Segundo Casimiro, cada pessoa dá, em média, sete mil passos por dia, o suficiente pra deixar a bateria completa sem usar eletricidade.

Para chegar ao trabalho final, o jovem levou cinco anos. O resultado foram discos fisioelétricos que geram energia com o dobramento dos pés durante caminhadas. O gerador fica junto às palmilhas do tênis. A potência de saída após duas horas jogando basquete foi suficiente para carregar a bateria do celular por dez minutos. A invenção também acopla um GPS, para o usuário utilizar em desconhecidas ou situações emergenciais.

O jovem poderá ganhar um dos prêmios do Google, atribuídos a inventores de 13 a 18 anos. Os resultados serão divulgados ao final do mês de junho.

Assista ao vídeo para entender a invenção.

FAPESB premia melhores ideias inovadoras de 2013
Terça-feira, 10 de junho de 2014

043.foto08072014

O que você faria se sua esposa estivesse doente e não conseguisse se levantar para ver a luz do sol? Antônio José Fonseca, 51, técnico em eletrônica e microempresário baiano, resolveu o problema levando os raios de sol até ela. Isso mesmo. Antônio é um dos vencedores do Concurso Ideias Inovadoras 2013, realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb). O projeto, que permitiu à sua esposa ver a luz do sol todos os dias, e que rendeu a Antônio o prêmio de primeiro lugar, chama-se Retroiluminador Solar para Ambientes, Movido a Energia Solar.

O Retroiluminador é um aparelho que movimenta automaticamente um espelho, côncavo ou convexo, através de dois motores, corrigindo sua posição de forma vertical e horizontal para que acompanhe o movimento do sol. Assim, o espelho pode ficar na posição adequada para que os raios solares permaneçam refletidos constantemente em um determinado alvo, independente da posição em que o sol se encontrar. O aparelho funciona com a própria energia solar e não precisa de bateria. Com ele, Antônio conseguiu iluminar o quarto para que sua esposa pudesse ver e sentir os raios de sol. O retroiluminador pode ser utilizado para iluminar, também, ambientes escuros, onde a luz solar não consegue chegar, como túneis, garagens subterrâneas e minas de carvão. Pode ter, ainda, outras utilidades como geração de calor, secagem de sementes, folhas e frutos.

A esposa de Antônio faleceu em fevereiro de 2014. Acompanhado da sogra, ele desabafou: “Gostei muito de ganhar o prêmio, mas a alegria só seria completa se minha esposa estivesse aqui comigo”. Com o dinheiro do prêmio, Antônio diz que vai investir em mais pesquisa: “Vou investir o máximo que eu puder, tenho muitas coisas ainda para desenvolver”. Ele também recebeu o prêmio de segundo lugar com o projeto Rastreador Solar para placa Fotovoltaica Autoalimentado.

Assim como Antônio, outros 34 pesquisadores foram finalistas no Concurso Ideias Inovadoras, cuja solenidade aconteceu nesta terça-feira, dia 10 de junho, no Hotel Fiesta, em Salvador. O evento contou com a presença do Governador Jaques Wagner, da Secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, dos diretores da Fapesb, de representantes das universidades públicas e particulares do estado, além de estudantes, pesquisadores, professores, empresários, autoridades políticas, amigos e familiares dos participantes.

O diretor geral da Fapesb, Roberto Paulo Machado Lopes, falou sobre o crescimento do Concurso Ideias Inovadoras ao longo dos anos: “O Concurso Ideias Inovadoras é um instrumento de disputa entre os concorrentes, exatamente pela credibilidade que ele conquistou, pela forma como é conduzido”. Roberto Paulo lembrou que muitos dos projetos premiados nos concursos anteriores cresceram e fizeram de seus criadores empresários. “O Concurso tem agregado valor ao currículo dos pesquisadores, tem sido um diferencial em suas vidas profissional e acadêmica e muitas das ideias que foram premiadas aqui na Fapesb acabaram se transformando em empresas, que estão gerando emprego, renda e cultura para nosso estado da Bahia”, disse.

O administrador Hugo Leonardo Dourado, 40, recebeu o prêmio de primeiro lugar na categoria graduados independentes com um projeto que promete facilitar a vida de muitas pessoas. O Transback é um aparelho motorizado embutido em uma mochila, que permite ao usuário carregar nas costas o seu meio de transporte. Com o Transback, a pessoa pode entrar em ônibus, shoppings, lojas e outros lugares, levando seu transporte pessoal. O aparelho pode ser usado, por exemplo, em viagens, para conhecer os arredores da cidade sem se cansar com longas caminhadas. Ou para ir ao trabalho, para quem precisa carregar maletas ou sacolas, como executivos e carteiros. As possibilidades de uso são muitas. O criador do Transback diz que o objetivo do aparelho é solucionar o problema de mobilidade urbana das grandes cidades, e o consequente aumento de emissões de CO2 na atmosfera. “Foi muito bacana ganhar o prêmio, pois é um incentivo muito grande para a criação de novos produtos. Esse tipo de evento é fundamental para incentivar o desenvolvimento de novas ideias no estado”, afirmou Hugo.

O governador Jaques Wagner exaltou a criatividade do povo baiano: “Nossa gente é muito criativa, nossa gente é muito empreendedora. Não preciso explicar, pois a nossa criatividade na área cultural se reproduz em toda essa área de inovação, de ciência, de tecnologia”. Jaques Wagner se disse emocionado com os projetos vencedores: “O melhor para mim é o brilho nos olhos de vocês, a torcida, a hora em que cada um ganha porque passou dois anos desenvolvendo um produto”.

Em sua 6ª edição, o Concurso Ideias Inovadoras 2013 foi dividido em seis categorias, sendo elas: Estudantes de Ensino Médio ou Ensino Profissional Técnico de Nível Médio; Graduandos; Pós Graduandos Lato Sensu e Stricto Sensu; Pesquisadores; Graduados Independentes; e Inventores Independentes. Os vencedores receberam cheques no valor de R$ 15 mil, R$ 10 mil e R$ 5 mil para primeiro, segundo e terceiro lugares, respectivamente. Ao todo, 12 projetos foram premiados. Durante a solenidade de premiação, foram lançados pela Fapesb quatro novos editais no valor de R$ 17,18 milhões. São eles: o Edital Programa de Apoio a Núcleos de Excelência, o Programa de Apoio a Núcleos Emergentes, o de Apoio a Projetos de Pesquisa para o Sistema Viário Oeste e o Edital Concurso Ideias Inovadoras 2014.

Confira abaixo os vencedores de cada categoria.

Categoria 1: Estudante de Ensino Médio ou Ensino Profissional Técnico Nível Médio

1° – Lucas Oliveira Carvalho (SENAI)
Projeto: SISTEMA DE SINALIZAÇÃO E COLETA DE DADOS DE ÔNIBUS

2° – João Marcelo Ramos da Rocha (IFBA)
Projeto: PLANTA DIDÁTICA DE BAIXO CUSTO

3° – João Marcelo Ramos da Rocha (IFBA)
Projeto: MONITORADOR DE BERÇO

Categoria 2: Graduandos

1° – Matheus Ladeia Coelho (Escola de Engenharia e tecnologia da Informação)
Projeto: DR FARM

2° – Newton Araújo Guimarães Filho (UNIFACS)
Projeto: DESENVOLVIMENTO DE UM APLICATIVO MÓVEL PARA OTIMIZAÇÃO DO SISTEMA DE DELIVERY DE PIZZAS – PIZZAP

3° – Alan Ricardo dos Santos Costa (UFBA)
Projeto: POCEMAKER DE CORRIDAS DE ATLETISMO, PARA AMADORES E PROFISSIONAIS

Categoria 3: Pós Graduando Lato Sensu e stricto Sensu

1° – Rafael Ferreira Lopes (UFBA)
Projeto: SISTEMA DE BAIXO CUSTO DE VISUALIZAÇÃO DE VASOS SANGUÍNEOS SUPERFICIAIS

2° – Danilo Hansen Guimarães (UFBA)
Projeto: UTILIZAÇÃO DA PIAÇAVA BAIANA NA PREPARAÇÃO DE COMPÓSITO MATRIZ POLIMERICA FEITA A PARTIR DA GLICERINA DO BIODISEL PARA A FABRICAÇÃO DE COMPONENTES DA CONSTRUÇÃO

3° – Não houve.

Categoria 4: Pesquisadores

1° – Jania Betania Alves da Silva (UNIFACS)
Projeto: PREPARAÇÃO DE BLENDAS POLIMÉRICAS AMBIENTALMENTE DEGRADÁVEIS REFORÇADAS COM NANOCRISTAIS/NANOWHISKERS DE
CELULOSE PARA PRODUÇÃO DE FILMES FLEXÍVEIS POR EXTRUSÃO

2° – Antônio Carlos Barbosa Bacelar (SENAI)
Projeto: CURSOR REMOVÍVEL UNIVERSAL DE ZÍPER, COM SUBSTITUIÇÃO SIMPLIFICADA E EXECUTADA POR QUALQUER INDIVÍDUO

3° – Rozimar de Campos Pereira (UFRB)
Projeto: ISCA BIOLÓGICA PARA CONTROLE DE FORMIGAS CORTADEIRAS

Categoria 5: Graduados Independentes

1° – Hugo Leonardo Dourado (Sem vínculo institucional)
Projeto: TRANSBACK: TRANSPORTE MOTORIZADO PORTÁTIL

2° – Não houve.

3° – Não houve.

Categoria 6: Inventores Independentes

1° – Antonio José Arruda da Fonseca (Sem vínculo institucional)
Projeto: RETROILUMINADOR SOLAR PARA AMBIENTE MOVIDO A ENERGIA SOLAR

2° – Antonio José Arruda da Fonseca (Sem vínculo institucional)
Projeto: RASTREADOR SOLAR PARA PLACA FOTOVOLTAICA AUTOALIMENTADO

3° – Não houve.

Por: Lorena Bertino – Ascom/Fapesb

Giro na Ciência: Audiência fará balanço sobre avanços do novo marco legal para CTI
Segunda-feira, 2 de junho de 2014

042.foto02062014

O setor científico e tecnológico e parlamentares deverão se reunir no dia 3 de junho, na Câmara dos Deputados, para tratar mais uma vez sobre o novo marco legal 

Representantes do setor científico e tecnológico e parlamentares deverão se reunir no dia 3 de junho, na Câmara dos Deputados, para tratar mais uma vez sobre o novo marco legal para o setor. Segundo o presidente da Frente Parlamentar de Ciência, Tecnologia, Pesquisa e Inovação, deputado Izalci, o encontro servirá para deixar todos a par do que está acontecendo em relação ao conjunto de leis que compõe a “Constituição da C&T”.

“Vamos fazer um balanço e uma atualização do marco regulatório da CT&I. Para debater o assunto, nós convidamos o ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação [MCTI], Clelio Campolina, e do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior [MDIC], Mauro Borges, além de diversos representantes da sociedade civil organizada na área”, informou o parlamentar.

À Agência Gestão CT&I, o deputado confessou que o encontro também pretende acelerar a tramitação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 12/2014, mais conhecida como PEC da Inovação. “Eu, inclusive, já fiz isso na reunião da CCTCI [Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática, da Câmara], mas agora vamos reforçar pela Frente Parlamentar no sentido de a gente trabalhar com o Senado para liberar logo a PEC”, reforçou.

Cobrança

Além de cobrar os senadores, Izalci pretende reforçar a cobrança sobre o governo para cumprir a promessa e entregar as redações dos Projetos de Lei (PLs) referentes ao Regime Diferenciado de Contratação (RDC) voltado para a ciência, tecnologia e inovação (CT&I) e ao acesso à biodiversidade. Estes pontos são considerados fundamentais pelo setor científico para melhorar as condições dos pesquisadores no País.

Planos futuros

Para o deputado Sibá Machado, o intuito da audiência pública vai além das questões sobre o novo marco legal para o setor. Segundo ele, esta será uma oportunidade para “pensar a luta da classe para os próximos anos”.

(Leandro Duarte, da Agência Gestão CT&I)

36ª Olimpíada Brasileira de Matemática começa na terça-feira
Segunda-feira, 2 de junho de 2014

Devem participar mais de 560 mil estudantes na primeira fase.

A OBM seleciona estudantes para competições internacionais.

(…)

Empresa Baiana é única do Brasil na lista das mais inovadoras do mundo
Quarta-feira, 28 de maio de 2014

041.foto28052014

A revista norte-americana Fast Company de inovação e negócios elegeu a Braskem como uma das 50 empresas mais inovadoras do mundo. A empresa baiana de química e petroquímica, líder mundial na produção de biopolímeros, ocupa o 41º lugar e é a única empresa brasileira a constar na lista. A Fast Company avalia milhares de companhias com base no impacto de suas inovações no mundo real, estratégias criativas, tomadas de risco e execução de projetos. Dentre as 50 empresas mais inovadoras constam nomes como Google, Netflix e Twitter.

A revista destaca o trabalho da Braskem em fabricar plástico a partir da cana de açúcar. O método para fazer polietileno capta mais de duas toneladas de dióxido de carbono para cada tonelada de plástico produzida. A revista diz que, no último ano, a Braskem desenvolveu uma linha de plástico renovável de baixa densidade excelente para ser utilizado em sacolas de compras e embalagens. O chamado “Plástico Verde” pode ser fabricado e reciclado da mesma forma que o plástico convencional. Para ajudar o consumidor a reconhecer o plástico verde, a Braskem criou o selo ‘I´m green T’, que garante a origem renovável da embalagem.

Para apoiar estas pesquisas, a Braskem possui seu próprio Centro de Inovação & Tecnologia, que conta com duas unidades localizadas no Brasil e Estados Unidos. Aproximadamente 340 profissionais especializados trabalham nos centros, dedicados ao desenvolvimento de novos produtos e aplicações. Em linha ao reconhecimento, em 2014, a Braskem projeta investimentos de R$ 2,66 bilhões.

Por: Ascom/Fapesb (Com informações do portal braskem.com.br)

Inovação no setor de petróleo, gás natural e biocombustíveis será tema de premiação da ANP
Terça-feira, 27 de maio de 2014

040.foto27052014

Foram abertas na última sexta-feira (23) as inscrições para a primeira edição do Prêmio ANP de Inovação Tecnológica, promovido pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). As inscrições vão até 30 de junho, por meio da página da agência na internet: www.anp.gov.br. O objetivo da entidade é reconhecer e incentivar o esforço das instituições de pesquisa e empresas brasileiras que buscam soluções inovadoras para a indústria do petróleo, gás natural e biocombustíveis.

O tema da premiação será “Exploração e Produção de Petróleo e Gás Natural”. Ela está dividida em três categorias: Inovação Tecnológica desenvolvida no Brasil por instituição de ciência e tecnologia (C&T); Inovação tecnológica desenvolvida no Brasil por micro, pequena ou média empresa fornecedora em colaboração com empresa petrolífera; e Inovação Tencológica desenvolvida no Brasil por empresa fornecedora de grande porte. Além destas, haverá o reconhecimento da “Personalidade Inovação do Ano”.

O prêmio priorizará as inovações que tenham como origem de recursos a Cláusula de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I) e tenham contribuído para o aumento do conteúdo local em bens e serviços voltados para a indústria do petróleo, gás natural e biocombustíveis. A cláusula obriga as concessionárias a investirem parte dos recursos obtidos com a atividade de exploração e produção em pesquisa e desenvolvimento de inovações tecnológicas voltadas para o setor.

Critérios de seleção

Para estar apta a participar do Prêmio ANP, a inovação cadastrada deve estar inserida no mercado ou ter alto potencial de inserção. Cada categoria poderá ter até cinco finalistas, que serão avaliados com base em critérios básicos. São eles: registro de patentes, recursos da Cláusula de PD&I, índice de conteúdo local, aplicação e impactos na indústria.

Por: Agência Gestão CT&I, com informações da Agência Brasil

Sistema tributário dificulta investimento em inovação no Brasil
Terça-feira, 27 de maio de 2014

Quanto mais complexo o sistema tributário, mais difícil será empresas investirem em inovação no Brasil. (…)

Senado pode instituir premiação para homenagear cientistas
Sexta-feira, 23 de maio de 2014

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou na última terça-feira (20) projeto de resolução (PRS 9/2014) que cria o Prêmio de Ciência, Tecnologia e Inovação Ministro Renato Archer, destinado a agraciar pessoas e entidades que tenham dado contribuição relevante para o avanço da ciência, da tecnologia e da inovação no Brasil. (…)

Inscrições para Olimpíada baiana de Química vão até 7 de junho
Quarta-feira, 21 de maio de 2014

039.foto21052014

Estão abertas até o dia 7 de junho as inscrições para a IX Olimpíada Baiana de Química (OBAQ). A competição é destinada a alunos do ensino médio e cursos tecnológicos de escolas públicas e particulares do Estado da Bahia.

A Olimpíada Baiana de Química (OBAQ) é um evento do Programa Nacional Olimpíadas de Química, promovido pela Associação Brasileira de Química (ABQ) e uma atividade de extensão do Instituto de Química da Universidade Federal da Bahia.

Nesta edição 2014, a IX OBAQ tem o apoio da Fundação de Amparo à pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), Cofic, Brasilgás, Braskem, Dow, Fundação CefetBahia, FIEB e do CRQ VII.

Para mais informações acesse o site da OBAQ.