Voltar
Publicado em: 03/04/2017 às 14:56

Prêmio Mulheres nas Ciências valoriza pesquisadoras e cientistas baianas

Por: Ascom/Fapesb

Seis pesquisadoras são as vencedoras da primeira edição do prêmio ‘Bahia pela diversidade – Mulheres nas Ciências’, que foi realizado nesta quinta-feira (30), no Museu de Arte da Bahia, em Salvador. O prêmio, que valoriza a participação de mulheres em áreas da ciência ainda de predominância masculina, como as engenharias e ciências biológicas, tem como objetivo dar reconhecimento ao trabalho de cientistas que contribuem para o desenvolvimento da pesquisa e tecnologia no estado.

Para Blandina Viana, umas das pesquisadoras homenageadas, a premiação é uma ação afirmativa importante. “Além de um reconhecimento, primeiramente pessoal, por toda uma trajetória de trabalho, este prêmio é uma oportunidade de aproximar a academia da sociedade e de reconhecer o papel das mulheres nas ciências na Bahia. A gente espera que um prêmio como este estimule mais meninas a seguirem a carreira nas ciências”.

Para a secretária de Politicas para Mulheres, Julieta Pimenta, além de representar um passo em direção à igualdade de gênero nas ciências, a premiação também ajuda a impulsionar a trajetória de pesquisadoras mais jovens. “São tantas jovens talentosas precisando de reconhecimento. Este prêmio certamente vai ser um grande incentivo para que elas ganhem cada vez mais reconhecimento em suas áreas de atuação. E que continuem trazendo evoluções para nossa tecnologia”.

As vencedoras foram escolhidas por meio de consulta pública, realizada através do site da Fapesb. Além do troféu, elas receberam uma premiação em dinheiro nos valores de R$ 15 mil para duas pesquisadoras com pelo menos oito anos de experiência e R$ 5 mil para as quatro mais jovens. O prêmio é resultado de uma parceria entre a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb), a Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). A iniciativa tem como objetivo promover a diversidade no campo cientifico.

De acordo com o presidente interino da Fapesb, Lázaro Cunha, as próximas edições terão temáticas semelhantes. “O edital que deu origem a este prêmio integra um programa de apoio à diversidade. Esta edição teve como foco a participação de mulheres na ciência, para as próximas, a nossa ideia é que outros grupos que são sub-representados nas áreas da ciência, tecnologia e inovação sejam contemplados com essa premiação, como os indígenas, negros e membros do grupo LGBT”, afirma.

 

Fonte: Blog do Thame

Link: http://www.blogdothame.blog.br/v1/2017/03/31/premio-mulheres-nas-ciencias-valoriza-pesquisadoras-e-cientistas-baianas/

Facebook
Twitter
Voltar